Setor de serviços cresce 0,8% em julho, afirma IBGE

13 Set 2019 - 11:30h

Após queda intensa no mês anterior, o volume de serviços no país cresceu 0,8% em julho ante junho, segundo divulgou nesta quinta-feira, 12, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em sua Pesquisa Mensal de Serviços. Apesar do resultado positivo, o desempenho não foi suficiente para conter as perdas do setor no ano, que ainda apresenta índice 1,2% abaixo do registrado em dezembro de 2018. Segundo os dados divulgados hoje pelo IBGE, três das cinco atividades pesquisadas tiveram alta em julho: serviços de informação e comunicação (1,8%), que tem peso importante no indicador; serviços auxiliares aos transportes e correio (0,7%); e outros serviços (4,6%). Do lado negativo, tanto os serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,3%) como os serviços prestados às famílias (-0,5%) registraram segunda queda mensal seguida. No mês passado, todas as atividades recuaram, no pior desempenho para um mês desde a greve dos caminhoneiros. Já na comparação anual, o setor cresceu 1,8% em julho, melhor resultado para o mês desde 2014, com expansão de quatro em cinco atividades. De janeiro a julho, o índice cresceu 0,8% na comparação com o mesmo período de 2018; e no acumulado dos últimos 12 meses, o resultado é positivo em 0,9% – em junho era 0,7%. Apesar dos resultados positivos no mês, o IBGE salienta que o setor de serviços não vive um ano positivo, e que o desempenho registrado em julho não compensa as perdas apresentadas até então. O índice ainda está 11,8% abaixo do recorde alcançado em maio de 2014 e 1,2% menor do que o apresentado em dezembro do ano passado.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias