Sistema estadual de regulação de pacientes ainda é precário no interior da Bahia, desabafa prefeito de Urandi

03 Dez 2019 - 00:00h

Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o prefeito da cidade de Urandi, médico Dorival Barbosa do Carmo (PP), criticou o sistema estadual de regulação e transferência de pacientes. O gestor citou que o município faz o encaminhamento do paciente ao Hospital Regional de Guanambi (HRG), porém a unidade leva, muitas vezes, dias para transferir o mesmo para um centro de saúde com a especialidade e tratamento necessários. “Não tem como ficarmos insensíveis a essa situação. O município não tem mecanismos para resolver”, destacou. Dorival cobrou celeridade na regulação, tendo em vista que, além do sofrimento do paciente e da família, ainda se trata de gasto público com internação no Centro de Terapia Intensiva (CTI). “É angustiante, estamos mexendo com vidas e essas vidas precisam do valor que merecem. Não podemos ficar calados diante de algo tão sério”, disse, chamando atenção para a urgência desses casos. Carmo também cobrou mais especialidades para o HRG.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

mais notícias