Carrões de criminosos viram viaturas de polícias pelo Brasil

14 Jan 2020 - 16:30h

Por onde passam, as superviaturas fazem um sucesso danado. O que as pessoas não sabem é do passado delas. Se esses carros falassem, contariam a seguinte história: “Nós fomos comprados com o dinheiro do crime e usados por bandidos que gostavam de ostentar. Mas um dia eles se deram mal e a gente acabou resgatado. Ganhamos um novo visual e, agora, trabalhamos a serviço do bem”. O primeiro a mudar de lado, há quase dois anos, foi o Camaro. O esportivo foi apreendido com estelionatários, em Balneário Camboriú (SC). Em 2019, chegou o reforço do Porsche e da Mercedes. Os carrões, avaliados em mais de R$ 370 mil cada um, eram de um traficante goiano foragido da Justiça. O risco era ver as máquinas virarem sucata. O Ministério Público entrou na jogada, e a Justiça autorizou a transferência dos carrões para a PM. A caracterização das viaturas e todos os equipamentos foram doados por empresários. A PM só gasta com o combustível. Mas estes supercarros não vão correr atrás de bandidos, não. De acordo com o Fantástico da Rede Globo, ganharam outras missões, como a visita a escolas. São os “transformers” da vida real!

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário