Cabelo branco, envelhecimento da pele e outros efeitos visíveis do stress

24 Jan 2020 - 15:30h

O estresse é a reação do corpo a situações prejudiciais, reais ou percebidas. Quando nos sentimos ameaçados de alguma forma, o corpo desencadeia uma reação química conhecida como “luta ou fuga”. Essa resposta aumenta a frequência cardíaca aumenta, acelera a respiração, contrai os músculos e aumenta a pressão arterial. Caso você precise fugir de uma ameaça, está preparado. Em pequenas doses, o estresse é necessário e até mesmo benéfico. É graças a ele que estamos aqui hoje. Mas, na vida moderna, as situações de ameaça se multiplicaram. Trabalhamos horas demais, a jornada até o trabalho é exaustiva, as finanças não fecham. De acordo com a Veja, nosso corpo não está preparado para lidar com esse estresse crônico a longo prazo. É ele que causa irritação, cansaço e problemas para saúde. Já está comprovado que o estresse aumenta o risco de problemas cardiovasculares, como infarto e AVC; de problemas psiquiátricos, como depressão e ansiedade; acelera o envelhecimento precoce; agrava o diabetes e afeta o sono, o apetite e a libido. Além desses fatores, o estresse prolongado afeta diretamente a sua aparência. Essa semana, um estudo realizado por pesquisadores de Harvard e do Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (Crid) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP) mostraram que o estresse acelera o aparecimento de cabelos brancos.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias