Costureira se dedica a resgatar cães e gatos abandonados nas ruas de Brumado

06 Mai 2015 - 14:30h

O site Brumado Notícias acompanhou um pouco da rotina da costureira Maria Luiza Santos Correia, de 59 anos, que há cerca de três anos se dedica a acolher em sua casa cães e gatos abandonados nas ruas de Brumado. Dona Luiza, como é conhecida, mora com quatro netos e um filho. Ela disse a nossa reportagem que ficou muito sensibilizada ao ver quatro cachorrinhos abandonados dentro de uma caixa de papelão no meio de rua e por isso os levou para casa. Desde então, com a ajuda de uma neta, ela passou a recolher os cães e gatos que via em estado de risco nas ruas da cidade, alguns inclusive bastante feridos por terem sofrido maus tratos ou sido atropelados. Após o resgate, ela dá toda a assistência na recuperação dos animais. 

Nesse período, a costureira resgatou 28 gatos e 42 cachorros, sendo 20 filhotes. Os custos para alimentar os animais e ainda oferecer assistência veterinária são altos. Além das costuras, Dona Luiza, que é pensionista, encontra disposição para atuar como representante de venda de cosméticos e roupas íntimas, o que tem ajudado a custear o trabalho voluntário. Como em sua residência não havia espaço para abrigar todos os animais recolhidos, a costureira paga o aluguel de uma área para manter os bichos. Vendo seu empenho, a Associação Protetora dos Animais tem ajudado Dona Luiza com doações de ração. 

Mesmo assim, a maior fatia das despesas é custeada por ela. “Não gosto de ver os animais serem maltratados, eles são inocentes e vítimas de pessoas de coração ruim. Eu queria poder ajudar de alguma maneira e como Deus dá jeito pra tudo, ele tem me guiado e dado forças para cuidar desses bichinhos”, disse ela. Dona Luiza espera contar com a colaboração de pessoas que queiram adotar os filhotes. Ela também pede ajuda da população quanto a doações para continuar mantendo os animais. Quem puder ajudar pode entrar em contato através do celular (77) 9977-1274.

Comentários

Lucas Miguel Meira

"Conheço essa mulher há muitos anos. Sei que ela é trabalhadeira e bom coração, agora está morando na minha rua, peço a todos que ajude, pois cuidar de vários animais não é fácil."



Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias