Guarda suspeito de matar brumadense de 11 anos em perseguição é preso

27 Jun 2016 - 18:00h

O guarda civil metropolitano suspeito de ter matado o brumadense Waldick Silva Chagas, de 11 anos, durante uma perseguição na Zona Leste de São Paulo, foi preso em flagrante nesta segunda-feira (27), mas liberado após pagar fiança. De acordo com o G1, em depoimento, os guardas afirmaram que foram chamados por um motociclista, que tinha sido assaltado por homens em um carro. Os agentes da Guarda Civil Metropolitana (CGM) encontraram o veículo descrito pela vítima e iniciaram a perseguição. Eles disseram que reagiram aos disparos dos suspeitos. Uma foto do carro tirada pelo Conselho de Direitos Humanos mostra a marca de um tiro no vidro traseiro, que foi dado pela equipe da CGM. A mãe do menino, Orlanda Correia Silva, disse ao G1 que ele saiu escondido de casa e que não conhece os dois homens que estavam com seu filho.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário