Waldenor Pereira assegura recursos e obra na Adutora do Truvisco deve começar em julho

01 Mai 2018 - 12:30h

A Embasa dispõe de recursos próprios no valor de R$ 7 milhões e o material necessário para a implantação da adutora do Truvisco, faltando agora concluir a licitação da obra, que levará água para os municípios de Rio do Antônio e Guajeru. Os trabalhos devem ser iniciados em julho próximo. Este foi o principal ponto tratado pela comitiva de Guajeru, liderada pelo prefeito Gil Rocha, que esteve acompanhada dos deputados Waldenor Pereira e Zé Raimundo em extensa agenda cumprida em Salvador. Como a questão hídrica é a mais urgente de Guajeru, exigindo medidas emergenciais e de longo prazo, os deputados e o grupo político local saíram otimistas da reunião na Embasa. O abastecimento de água foi tratado também na Companhia de Engenharia Ambiental (CERB), na qual foi solicitada a abertura de poços artesianos nas comunidades de Guariba, Lajedo, Lagoa da Jurema, Tanque Novo, Curralinho, Lagoa das Pedras e Lagoa da Tapagem. Na Superintendência de Infraestrutura e Transportes do Estado da Bahia (SIT/Seinfra), o grupo reivindicou a manutenção e roçagem do trecho da BA-148, que liga o município de Guajeru a Malhada de Pedras. Ainda na Seinfra, os deputados a comitiva de Gil Rocha foram recebidos pelo secretário Marcos Cavalcanti, que garantiu a execução da instalação da iluminação da entrada da cidade, no sentido do município de Presidente Jânio Quadros. Na Superintendência de Energia (Luz Para Todos) reiterou as solicitações já realizadas para a eletrificação rural das comunidades de: Batalha, Juremal, Salinas, Cigana, Água Clara, Lagoa do Tamboril e as complementações da comunidade de Sanguessuga e Cabeça Boi, que já estão com ordem de execução. Numa reunião conjunta na Secretaria de Desenvolvimento Rural, com o secretário Jerônimo Rodrigues, e a Companhia de Ação Regional (CAR), com o presidente do órgão, Wilson Dias, Waldenor, Zé Raimundo e a comitiva de Guajeru defenderam pleitos para incentivo à zona rural e a agricultura familiar.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias