Prefeitura de Condeúba adota medidas de contingência em relação aos serviços públicos

29 Mai 2018 - 10:00h

Diante das indefinições em relação à paralisação dos caminhoneiros, a Prefeitura Municipal de Condeúba, a 134 km de Brumado, anunciou uma série de medidas de contingência para reduzir o consumo de combustíveis e manter funcionando serviços essenciais. O prefeito Silvan Baleeiro de Souza (MDB) está certo de que, com as medidas, será possível minimizar os impactos da greve. Entre as medidas anunciadas, está a suspensão, a partir desta terça-feira (29), das aulas nas unidades da rede municipal. A Secretaria de Educação, durante o período de suspensão das aulas, funcionará entre 8h e 14h. Tão logo a situação seja normalizada serão adotadas medidas para o retorno das aulas e negociada a compensação dos dias letivos parados. Na área da saúde, o Governo Municipal assegurou o funcionamento do Hospital Municipal Dr. José dos Apóstolos e o atendimento aos pacientes cadastrados no programa TFD (Tratamento Fora do Domicílio). Estão suspensos, desde ontem (28), os atendimentos nas Unidades de Saúde do Programa Saúde da Família da zona rural e os atendimentos na sede e administrativos que exijam o deslocamento de veículos. Também estão suspensos, até que seja normalizada a situação, os serviços disponibilizados pelo Cras Volante e os programas de atendimento domiciliares que exijam o deslocamento de veículos. A Secretaria Municipal de Assistência Social funcionará, nesse período, em regime de plantão. Na área da infraestrutura, o prefeito determinou a suspensão de todos os serviços e obras que exijam o deslocamento de veículos, salvo os casos emergenciais. A área administrativa vai funcionar normalmente.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias