Senado aprova limitar juros do cheque especial e cartão

09 Ago 2020 - 07:20h

O Senado aprovou o projeto que prevê a limitação dos juros do cheque especial e do cartão de crédito durante a pandemia. Pelo texto aprovado, os bancos só vão poder cobrar o limite de 30% e as fintechs, 35%. A medida vale até dezembro. Só isso já era um problema para os bancos, mas os senadores ainda foram além e aprovaram uma emenda que determina que o Conselho Monetário Nacional estabeleça limites para a cobrança de juros. Um tabelamento permanente é o que os bancos mais temem. Agora terão que tentar convencer os deputados a alterarem o projeto na Câmara para não perderem os lucros de duas de suas linhas mais rentáveis. O cheque especial e o cartão representaram, em 2019, segundo relatório do Banco Central, 20% da margem líquida dos bancos apesar de juntas responderem por apenas 5% do crédito total concedido pelas instituições. Neste ano, já haveria uma redução das margens porque o BC limitou a cobrança a 8% ao mês. Mas em contrapartida permitiu que os bancos cobrassem taxas pelo serviço.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias