Vitória da Conquista: Homem é preso suspeito de aplicar golpes em seguradoras de veículos

28 Ago 2020 - 07:30h

Um homem foi preso em Vitória da Conquista, a 132 km de Brumado, suspeito de estelionato. A prisão ocorreu na última terça-feira (25) e de acordo com a Polícia Civil da cidade, ele estaria aplicando golpes em seguradoras de veículos. Segundo a polícia, o homem queria receber dois seguros do roubo de um carro, que não aconteceu. Para ter acesso ao seguro e receber o dinheiro, segundo a Polícia Civil, o homem registrou um boletim de ocorrências em Itabuna, no sul do estado. De acordo com o G1, no documento, que é do roubo de um carro, foi informado que dois suspeitos em uma motocicleta renderam o motorista e levaram o veículo. Com esse boletim de ocorrências, o homem recebeu os mais de R$ 34 mil reais de uma das seguradoras alvo do golpe. Mesmo assim, ele tentou receber dinheiro de outra seguradora, por meio de uma associação de proteção veicular, em Vitória da Conquista. A situação causou desconfianças. “Porque que uma pessoa tem duas proteções no mesmo veículo? Até aí tudo bem, mas ele não poderia receber das duas proteções do mesmo veículo. Foi nesse momento que comunicamos a Polícia Civil, quando ele recebeu os valores, o cheque, tudo, aí a Polícia Civil efetuou o flagrante por crime de estelionato”, explica o advogado da seguradora, Celso Pasquali. Segundo a Polícia Civil, o boletim de ocorrências do roubo do carro não tem validade, já que o próprio estelionatário disse que não esteve em Itabuna. “Ele responde pelo crime de estelionato, foi flagranteado com estelionato, conduzido ao presídio e responderá também e Itabuna por falsa comunicação de crime”, diz o delegado Ney Brito, que investiga o caso.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias