Bancos arrocham negociações e bancários em estado de assembleia permanente cogitam greve geral

31 Ago 2020 - 08:00h

Desde o mês de julho, os bancários de todo país estão em campanha salarial, reivindicando um aumento real de 5%, mas as negociações caminham a passos lentos. A informação foi repassada ao site Achei Sudoeste pelo presidente do Sindicato dos Bancários do Sudoeste da Bahia, Leonardo Viana. Segundo ele, a possibilidade de uma greve geral não está descartada. “Os bancos têm se negado a discutir a questão salarial com a gente e fazer uma proposta decente. A categoria segue mobilizada em todo país. No momento, ainda não estamos em greve, mas essa é uma possibilidade que não está descartada”, comentou. Em assembleia realizada na quinta-feira (27), a categoria decretou o estado permanente de assembleia, que visa possibilitar ao sindicato não cumprir o prazo regimental de dois dias de antecedência pata convocação de uma nova reunião. “O estado de mobilização para uma possível greve também está mantido. Queremos a manutenção dos direitos previstos no nosso acordo com validade de dois anos. Os bancos precisam reconhecer os sacrifícios que a categoria vem fazendo, especialmente nesse período de pandemia”, completou Viana.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias