Empresário brasileiro gasta R$ 450 mil para vacinar família nos EUA

18 Mai 2021 - 08:30h

Quase meio milhão de reais. Foi esse o custo que um empresário da construção civil de São Paulo bancou para levar a família para tomar a vacina contra a Covid-19 nos Estados Unidos. O valor da jornada dos sete adultos e duas crianças - que incluiu 15 dias no México para cumprir quarentena imposta pelas autoridades americanas - seria o suficiente para comprar 45 mil doses de Coronavac, o imunizante mais usado no Brasil até agora. As informações são da BBC News Brasil. De acordo com a publicação, o empresário é dono de incorporadoras e imobiliárias com capital social declarado de mais de R$ 10 milhões. Aos 60 anos, ele é o patriarca de uma família que qualifica como “unida e conservadora”. Ele, a mulher, de 57, as três filhas do casal, com idades entre 24 e 35 anos de idade, e dois genros embarcaram para o México em meados de abril, pouco antes que o país batesse a marca de 400 mil mortos na pandemia. “Vários amigos nos EUA e o gerente do banco me alertaram que eu conseguiria tomar as doses lá e já estávamos ficando loucos trancados em casa”, disse o empresário, que relata ter cumprido quarentena rigorosa, em uma casa de campo, por mais de um ano. Ele tem comorbidades: além de problemas cardíacos, é obeso. E via no novo coronavírus uma ameaça grave, especialmente “depois que um amigo de 48 anos, semi-atleta e sem problemas de saúde, faleceu de covid”. E embora sua vez na fila não estivesse distante no calendário vacinal do governo federal, o empresário não queria deixar o restante da família para trás - para a filha de 24, por exemplo, não há nem previsão de imunização no país. Todos receberam a vacina de dose única da Janssen em Orlando, na Flórida.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias