Macaúbas: Suspeito de matar e esmagar cabeça de namorada é preso no Pernambuco

20 Mai 2021 - 14:00h

Um homem suspeito de matar a companheira em Macaúbas, a 199 km de Brumado, no sudoeste baiano, foi preso na terça-feira (18) na cidade de Serra Talhada, em Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, Maria Inês de Souza Andrade, de 36 anos, foi morta no dia 1º de janeiro. De acordo com a polícia, o crime aconteceu durante a celebração do réveillon em um bar na localidade Cana Brava. Depois de discutirem por ciúmes, os dois saíram de carro, mas apenas o homem voltou, e disse que não sabia onde estava a companheira. Segundo a polícia, o corpo de Maria Inês foi encontrado em um matagal da região. O suspeito pelo crime fugiu logo depois. De acordo com informações da polícia, o homem esmagou a cabeça da vítima com pedras, para ter certeza de que a mulher estava morta. Uma equipe da polícia seguiu os rastros do carro dele e encontrou o corpo da vítima na mata. Segundo a polícia, o suspeito disse que não sabia de nada. Testemunhas relataram que ele demonstrava estar apaixonado pela vítima, entretanto, quando o corpo dela foi encontrado, ele fugiu da cidade e abandonou o veículo nas margens de uma estrada. A prisão do suspeito de 47 anos, que não teve a identidade divulgada, foi feita por meio de uma operação conjunta da Delegacia Territorial (DT) de Macaúbas e das polícias militares da Bahia e de Pernambuco.  Depois de uma denúncia anônima e do cruzamento de informações sobre o paradeiro do suspeito, equipes da 24ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Bom Jesus da Lapa) chegaram à conclusão de que ele estava na casa de familiares. A polícia não detalhou em qual estado ele ficará preso.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias