Barragem do Rio do Antônio pode ser a solução para retomada da Operação Pipa em Brumado

30 Jul 2018 - 09:00h

Várias comunidades rurais do interior do município de Brumado estão sem receber água da Operação Pipa. Em algumas, os reservatórios das centrais de distribuição estão secos, configurando um colapso no abastecimento para os mais de 20 ruralistas que dependem da operação para ter acesso à água potável. Segundo informações da Secretaria Municipal de Recursos Hídricos, a Embasa suspendeu, temporariamente, o abastecimento dos caminhões da Operação Pipa, após serem constatados problemas mecânicos em alguns equipamentos, o que afetou as atividades da estação de tratamento. Diante disso, a concessionária priorizou atender o abastecimento urbano, interrompendo a operação até o problema ser solucionado. Segundo apurou o site Achei Sudoeste, o município vem pressionando a Embasa no intuito de serem criadas alternativas para atender as comunidades mais afetadas. Uma das propostas é liberar a captação do lago da Barragem do Rio do Antônio pelos próprios pipeiros, os quais utilizariam pastilhas de coro nos tanques dos caminhões para suprir a emergência, porém o assunto ainda será debatido entre o secretário municipal de recursos hídricos, Charles Granger, e a gerente do escritório regional da Embasa, Patrícia Gomes, que buscarão uma avaliação da qualidade da água do Rio do Antônio. O líquido está há anos armazenado no barramento à margem do anel rodoviário da BR-030. Vale ressaltar que a Operação Pipa é coordenada pelo Exército Brasileiro, com recursos federais e a contrapartida em torno de R$ 20 mil do Município.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias