Petrobras quer reajuste automático para combustíveis

28 Out 2013 - 17:30h

O Ministério da Fazenda recebeu na última sexta-feira (25) o pedido da Petrobras para uma nova política de preços dos combustíveis, a qual prevê reajustes automáticos e periódicos dos mesmos. A metodologia dessa nova política consiste em reajustar conforme a necessidade de alinhamento com os valores praticados no mercado internacional. A diretoria da Petrobras aprovou a política, mas o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que é também presidente do Conselho da Petrobras, pediu mais estudos sobre a metodologia, preocupado com o impacto na inflação. A resposta sobre a aprovação ou rejeição da nova política deverá ser dada até dia 22 de novembro pelo Conselho. O foco dessa metodologia está nos valores praticados para a gasolina e óleo diesel, os quais geram mais receita da Petrobras e pesam mais na inflação. Ao anunciar a possibilidade da nova política nesta segunda-feira (28), o diretor financeiro da estatal, Almir Barbassa, evitou falar se terá um mecanismo para evitar que as eventuais altas dos combustíveis sejam repassadas ao consumidor. Informações do Reuters.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias