Brumado: Funcionários da Shalev ainda não receberam e cobram do Estado

29 Out 2013 - 11:00h

O último salário que os funcionários da Shalev receberam pela prestação de serviços para a secretaria estadual de educação foi há quatro meses, o que tem gerado descontentamento na classe. A reivindicação contra isso foi feita e no dia 13 de setembro os servidores pararam as atividades como forma de protesto para cobrar os pagamentos atrasados. Na ocasião a secretaria de Educação do estado apresentou uma nota esclarecendo que a Shalev estava irregular em cláusulas contratuais com o governo estadual e por isso a própria secretaria assumiria o pagamento dos salários e direitos trabalhistas dos funcionários mediante o Ministério Público do Trabalho. Mas mesmo com a garantia do órgão, os funcionários contratados pela Shalev em Brumado ainda estão sem receber seus vencimentos. Alguns desses trabalhadores, por estar em dificuldade financeira, já até pediram demissão dos cargos com o intuito de conseguirem outro emprego. “Pedi auxílio de um advogado e fui pra rua procurar emprego, tenho esposa e filhos para sustentar e já fui diversas vezes na Embasa e na Coelba pedir para não cortarem nem a água e nem a energia de casa. São meus parentes que estão alimentado minha família porque eu como chefe da casa estou nesta situação humilhante de estar trabalhando e mendigando o meu salário de direito”, desabafou um terceirizado que pediu para não se identificar. Na sequência o trabalhador questionou: “Se o estado garantiu o nosso pagamento, porque está enrolando tanto?”.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias