Aracatu: Acusada de encomendar morte do marido tem prisão relaxada pela justiça

28 Mar 2018 - 09:00h

Marta Dias de Barros, 33 anos, que estava detida na cadeia de Brumado desde o mês de julho de 2017, acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido, o lavrador Regimalço Barros, que residia em Paris Matias, comunidade rural do município de Aracatu, teve a prisão relaxada e foi solta nesta segunda-feira (26). Depois de oito dias em custódia, Marta conseguiu a revogação de sua prisão preventiva por decisão da vara crime da comarca brumadense, sob a alegação de que não houve conclusão do processo de instrução, ferindo o princípio da razoabilidade, pois uma pessoa não pode ficar mais tempo presa além do que a lei determina. A acusada, porém, vai ter que se apresentar regularmente à comarca até que seja concluído o processo de instrução, que vai decidir se ela irá a júri popular ou não.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias