Prefeitura de Livramento ignora lei de inclusão nas escolas e não atende apelo das mães por assistência a filhos especiais

30 Set 2019 - 08:00h

Por telefone ao site Achei Sudoeste, Avani Leite Ribeiro denunciou que o filho possui deficiência auditiva e, mesmo após dois anos, o Município de Livramento de Nossa Senhora, a 68 km de Brumadio, não se adequou à lei de inclusão. Por conta da situação, o filho está sem a devida assistência na escola onde estuda, visto que a unidade não conta com professor de libras. “As colegas e a professora ajudam como pode, não é lá essas ajudas porque tem que ser uma professora de libras. Tô vendo a hora do meu filho nem querer ir pra escola porque está ficando cada vez mais difícil”, declarou. Segundo Avani, há dois anos, o caso foi comunicado ao Ministério Público, mas, até agora, a prefeitura ainda não se adequou à lei da inclusão. A secretaria de educação, por sua vez, informou à mãe que a mesma deveria ter procurado pela assistência antes e que, como o filho está no Fundamental II, é mais complicado resolver a situação. “Se existe a lei e é nosso direito, vou correr atrás”, reivindicou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias