Brumado: Líder do prefeito apresenta defesa contra denúncias e reafirma que Aucib atua com motivação politiqueira

06 Jul 2020 - 16:50h

A Câmara de Vereadores de Brumado vota nesta segunda-feira (06) se dará ou não andamento ao pedido de impeachment, apresentado pela Auditoria Pública Cidadã da Bahia (Aucib), contra o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos. Líder do prefeito na Câmara, o vereador José da Silva Santos (PSB), popular Santinho, argumentou que a Justiça Federal autorizou o uso da verba de precatórios do Fundef nas obras de construção e melhorias das estradas utilizadas no transporte dos alunos às escolas. “Nós temos fundamento para que não seja aceito o pedido de impeachment. A denúncia feita pela Aucib, esse órgão que tem tentado diuturnamente destruir a gestão do governo de Eduardo, é mais uma forma política de trabalhar tentando não dar continuidade a essa gestão. Eles são oposição ferrenha a essa gestão. Tem jogo de interesse político no meio”, destacou. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o parlamentar afirmou que a Câmara não vai ser conivente com uma ação maléfica que quer prejudicar o desenvolvimento do município.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias