Condeúba: Com buzinaços e ações na justiça, APLB tenta recuperar corte nos vencimentos dos profissionais da educação

08 Jul 2020 - 11:00h

Os trabalhadores da educação do município de Condeúba promoveram um buzinaço pelas ruas da cidade em protesto contra os cortes nos vencimentos da categoria, promovido pela atual administração. O protesto foi organizado pela APLB-Sindicato. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Nilde Cordeiro, coordenadora do órgão na cidade, disse que os cortes estão sendo realizados desde o mês de abril. “O Poder Executivo alega que não pode cumprir com a folha da educação. Na última reunião, ficou acordado entre o sindicato e o poder público municipal que eles iriam recuar nos cortes dos professores da educação infantil e dos diretores. Entretanto, dias depois, o secretário de educação entrou em contato comigo dizendo que não poderia cumprir com o acordo firmado”, relatou. Segundo a coordenadora, a posição endossou a APLB a partir para a luta, visando resguardar os direitos da categoria. Vários segmentos dos trabalhadores da educação estão sofrendo com os cortes, que variam conforme cada caso. Estudo feito pelo sindicato para medir os impactos financeiros em folha demonstrou que a receita do Município é suficiente para arcar com os vencimentos dos servidores. Cordeiro informou que a APLB já reuniu toda documentação necessária para ingressar com um mandado de segurança na justiça a fim de que os trabalhadores possam reaver o retroativo.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias