Vítima de Covid-19, morre João Pedro Vasconcelos, primo do prefeito de Brumado

13 Jul 2020 - 07:00h

Morreu na noite do último sábado (11), João Pedro de Vasconcelos, escritor, advogado, bancário aposentado e genealogista brumadense. Internado há mais de um mês no hospital Cardiopulmonar, em Salvador, devido a uma arbovirose, terminou por contrair a Covid-19, o novo coronavírus, e teve seu quadro agravado, levando-o à morte aos 86 anos. João Pedro nasceu, 7 de dezembro de 1933, em Santa Bárbara dos Casados, depois Distrito de Ubiraçaba, no município de Brumado, localizado no sudoeste da Bahia, a 552 km da capital do estado. Filho de Osório Rizério de Vasconcelos e Isaura de Lima Vasconcelos. O casal Osório e Isaura trouxe ao mundo doze filhos na seguinte ordem: Osmar (1914-2007), Maria de Lourdes (1916-2014), Celina (1919-1950), Nilton (1922-2014), José Osório (1925-1999), Diná (1927-2019), Hilda, Thereza de Jesus, João Pedro, Ruy, Camila Ruth e Osório Júnior (1937-1947). O casal criou seus filhos no Distrito de Ubiraçaba , em Brumado, e nas sedes dos municípios de Caetité e Brumado. Seus avós paternos eram originários de Livramento de Nossa Senhora e Rio de Contas (Bahia), na Chapada Diamantina, da união das famílias Vasconcellos Bittencourt com Rizério de Moura, assim como Spínola, Castro Meira, Magalhães e outros. Seus avós maternos também eram da mesma região e resultaram da união dos Lima com os Santos, Cerqueira, Oliveira, Soares de Souza e outros. Os Vasconcelos dessa região descendem de portugueses da Ilha da Graciosa, nos Açores, que migraram para a Bahia e para São Paulo.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias