Brumado: Diretor do Centro Covid rebate recomendação do Estado contra o tratamento precoce ao coronavírus

05 Abr 2021 - 07:00h

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) emitiu nota técnica recomendando a não prescrição dos medicamentos do chamado “kit Covid” no tratamento de pessoas com quadro suspeito ou confirmado do novo coronavírus (veja aqui). Defensor do tratamento precoce, o diretor do Centro de Atendimento Covid-19, em Brumado, Danilo Menezes, rebateu que se o Estado tivesse estudos científicos que provassem que os medicamentos trazem malefícios no tratamento da doença não deveria ter emitido uma recomendação, mas sim uma proibição. “Não é o Governo do Estado que determina qual medicação pode ou não ser utilizada em determinado tratamento. A classe médica está submetida às recomendações, orientações e proibições do Conselho Federal de Medicina (CFM) e do Conselho Regional de Medicina (CRM). Ambos não preconizam o uso, porém não proíbem. Eles dão autonomia aos profissionais para escolher o melhor tratamento aos pacientes”, argumentou ao site Achei Sudoeste. Para o diretor, essas drogas têm efeitos positivos para conter a evolução da doença. “Elas continuam sendo prescritas pela minha pessoa e por vários profissionais da cidade, do Estado e do país”, enfatizou. 

Comentários

Antônio Marcos

"Está de parabéns secretário! ????????????????"

Murilo

"A pessoa descredita 6 estudos internacionais com mais de 6 mil pessoas que apontam que a ivermectina e a cloroquina não têm efeito, com base na observação, sem controle e com vários vieses. Estranho discordar por exemplo da AMB que proibiu. Discordar da ciência que foi a base da sua formação. Negar a ciência não é negar a sua própria competência?"



Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias