Malhada de Pedras: MP investiga contratação irregular de médicos na gestão de Ceará

07 Abr 2021 - 09:00h

O Ministério Público Estadual (MPE) abriu inquérito para investigar a suspeita de superfaturamento em contratos de médicos na cidade de Malhada de Pedras, a 39 km de Brumado. As contratações irregulares teriam ocorrido entre os anos de 2013 e 2016. Na época, a prefeitura dispensou a licitação para contratar os profissionais. Cada médico ganharia R$ 19,2 mil mensais. O valor, bastante expressivo, é maior do que o teto municipal recebido pelo prefeito à época, Valdecir Alves Bezerra (PT), o Ceará, de R$ 10 mil. Em publicação nesta terça-feira (06), o promotor Millen Castro explicou que o inquérito foi aberto com vistas ao esclarecimento de algumas questões. “Como a documentação é extensa, os valores dos pagamentos variam e não restou claro se tais atos teriam causado, além de violação aos princípios administrativos, prejuízo ao erário, ou se houve prestação de serviço que os justificasse”, justificou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias