Lavradores de zona rural em Conquista reclamam da falta de fornecimento de água e energia

21 Jul 2021 - 09:30h

Mais da trezentos lavradores do distrito de Inhobim, na zona rural de Vitória da Conquista, a 132 km de Brumado, estão reclamando da falta de abastecimento de água e energia elétrica na região. Eles contam que o abastecimento de água, que é feito por meio de caminhão-pipa, não ocorre há cerca de 15 dias. Além disso, não há energia elétrica para ligar bombas e acessar a água por meio de poços artesianos. O lavrador João Silva conta que perdeu a plantação de café por não ter água para irrigar. “Pra 'pegar' tinha que ter água, mas aqui não tem. Fica difícil a planta crescer”, conta. Os produtores contaram para equipe de reportagem da TV Sudoeste, que estão há cerca de quinze dias sem fornecimento de água. “A gente precisa trabalhar, plantar as coisas. Eu plantei feijão, mas não deu porque não choveu e não tem água para a gente molhar [as plantas]”, diz Vilmar Pereira, outro lavrador afetado pelo problema. Para manter as plantações, alguns dos produtores locais estão utilizando água estocada em garrafas pet para regar os pés de café, mandioca e outras culturas. Sobre a falta de energia, Paulino Magalhães Rocha, representante dos Produtores Rurais de Inhobim, afirma que a região está há pelo menos 15 anos solicitando à Coelba a prestação do serviço. Paulino conta que há uma rede elétrica no local, mas que falta ser distribuída para os pequenos produtores e propriedades rurais da região. Há, inclusive, um poço artesiano que tem água, mas que não pode ser acessada porque a rede de energia elétrica mais próxima fica à três quilômetros do local. Por meio de nota, a Coelba informou que o fornecimento de energia para a região não é possível no momento porque algumas questões ambientais não permitem. No entanto, está procurando alternativas para prosseguir com a execução do serviço. Já a prefeitura de Vitória da Conquista não se manifestou até a publicação desta reportagem.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias