Brumadenses são presos em Goiás e Guarda Civil recupera carga avaliada em R$ 180 mil

19 Set 2021 - 07:00h

Na última terça-feira (14), a Guarda Civil Municipal (GCM) de Cristalina, no estado de Goiás, recebeu a informação que um caminhão Volvo de cor branca, que havia saído da cidade de São Paulo carregado de alho, com destino ao estado do Maranhão havia mudado o roteiro de viagem passando pela BR-040 quando deveria trafegar pela BR-153, rodovia Belém/Brasília. Segundo a GCM, às 19h, o motorista realizou contato com o proprietário informando que o veículo tinha apresentado problemas mecânicos, mas que já tinha solucionado o problema e iria seguir viagem durante toda a noite para compensar o atraso. Ainda segundo a CGM, o sistema de monitoramento da carga continuou acusando que o veículo ainda continuava em Cristalina, momento que o proprietário da carga tentou por diversas vezes contato com o motorista e não obteve êxito. 

Em seguida, ao tentar realizar a atualização do sistema de monitoramento da carga, o veículo não estava mais emitindo a localização. De acordo com a GCM, após as 22h, o sistema enviou uma atualização de localização, em ato continuo o proprietário da carga informou o ocorrido. Ainda segundo a GCM, a equipe realizou deslocamento até o sinal de localização, onde foi possível visualizar um caminhão com as mesmas características dentro do lote 24, da quadra 37, do bairro Cristal. A Guarda Municipal de Cristalina informou que por um buraco no portão foi possível identificar que os indivíduos estavam retirando a carga do caminhão. A GCM adentrou no local e abordou todos os envolvidos, inclusive o motorista, que estava dormindo dentro do caminhão. Durante entrevista com os abordados todos se contradiziam a todo momento. Os envolvidos foram presos pelo crime de furto qualificado e conduzidos para a Delegacia de Cristalina.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário