Cidade no oeste da Bahia fica em 2º lugar no ranking de produção agrícola do Brasil

23 Set 2021 - 15:30h

São Desidério, no oeste da Bahia, ficou em segundo lugar no ranking nacional de produção agrícola. O município teve o valor da produção de R$ 4,6 bilhões, em 2020, uma alta de 44,6% em relação ao ano anterior. As informações são da pesquisa da Produção Agrícola Municipal (PAM), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e foram divulgadas nesta quarta-feira (22). Ela investiga 66 produtos em todos os municípios do país. Desses, 45 são cultivados na Bahia, e 38 apresentaram crescimento no valor de produção entre 2019 e 2020. Segundo os dados da pesquisa, o volume de soja produzido em São Desidério cresceu 15,0%, totalizando 1,5 milhão de toneladas em 2020, com um valor da produção de R$ 2,5 bilhões, 76,2% maior que o de 2019. O município passou de 6º a 3º maior produtor de soja do país.O milho também teve uma safra maior no município, em 2020, e chegou a 379 mil toneladas (+12,0% do que em 2019), com um valor de R$ 299 milhões, 75,7% acima do gerado no ano anterior. Além disso, apesar da queda na produção do algodão herbáceo - que recuou 8,3% entre 2019 e 2020, em São Desidério, chegando a 543,7 mil toneladas -, o valor de produção gerado cresceu 9,3%, o que resultou em R$ 1,6 bilhão. De acordo com o IBGE, entre 2019 e 2020, o valor da produção agrícola baiana apresentou o maior crescimento em 26 anos (+41,9%), chegando a R$ 27,5 bilhões, um recorde desde 1994. No Brasil, o valor gerado foi de R$ 470,5 bilhões, 30,4% maior do que o de 2019. Ainda de acordo o IBGE, o aumento absoluto do valor gerado pela agricultura na Bahia, comparado a 2019, foi de R$ 8,1 bilhões, o 6º maior do país. Mato Grosso (mais R$ 20,9 bilhões), Paraná (+R$ 19,2 bilhões) e Minas Gerais (+R$ 13,3 bilhões) lideraram nesse indicador, enquanto Rio Grande do Sul (menos R$ 2,8 bilhões) e Amazonas (menos R$ 86,5 milhões) foram os únicos estados onde houve queda, entre os anos de 2019 e 2020. Em 2020, a Bahia seguiu como 3º estado com mais municípios entre os 50 maiores valores da produção agrícola do país. Seis deles são baianos: São Desidério (2º), Formosa do Rio Preto (5º), Barreiras (19º), Correntina (22º), Luís Eduardo Magalhães (32º) e Riachão das Neves (40º). Mato Grosso tem o maior número de municípios entre os 50 maiores valores gerados pela agricultura, com 21 cidades, e Mato Grosso do Sul ficou na segunda posição, com sete municípios.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário