Impasse nas negociações entre o Sindicato dos Mineradores e a Bahia Mineração

05 Jun 2013 - 08:29h

Depois de intensas negociações entre a direção do Sindmineradores e os representantes da Bahia Mineração (Bamin), as partes não chegaram a um consenso com vistas à renovação do ACT 2013/2014, cuja data-base é maio. Entre outros pleitos, os trabalhadores reivindicam reajuste salarial de 12,5%; ticket refeição de R$ 20 por dia de efetivo trabalho; horas extras em dias normais com remuneração de 70% sobre o valor da hora normal e piso salarial de R$ 950. Por sua vez, a Bamin propôs reajuste salarial de 7,17% para os salários até R$ 6.000; salários acima de R$ 6.000, incorporação do valor fixo de R$ 430,20; piso salarial de R$ 910,95; ticket refeição de R$ 18,22 por dia trabalhado e construção de restaurante/refeitório sem prazo para conclusão da obra. Na próxima quinta-feira (06), a direção do Sindmineradores irá apresentar a proposta aos trabalhadores em assembleia que será realizada às 16h, em Caetité. Segundo o presidente, José Santana de Andrade, a direção do Sindicato defenderá a rejeição da proposta porque a mesma não atende aos anseios dos trabalhadores.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias