Botuporã: Alunos são barrados em Escola Estadual por causa de calça desbotada ou manchada

29 Ago 2014 - 16:00h

A direção do Colégio Estadual Luís Eduardo Magalhães (CELEM), localizado no município de Botuporã, no sudoeste baiano, impediu a entrada de vários estudantes na escola, na última quarta-feira (27), em razão das “descaracterização” do uniforme. Segundo a direção, somente alunos com calça jeans azuis ou pretas (em tom escuro e sem manchas) podem entrar na escola. Joalce Marques, mãe de uma estudante, denunciou o fato em uma rede social, alegando que as calças dos alunos estavam desbotadas por causa do tempo de uso. “Será que os nossos governantes, diretores e educadores estão preocupados com a aprendizagem de nossos alunos ou em impor suas autoridades de um cargo superior?”, disse ela ao Blog do Glauber. Em nota, a secretaria estadual de educação diz que é proibida a descaracterização das peças do uniforme padrão. “A direção da unidade agiu de acordo com a Portaria 0557/2011, que no seu artigo 8º determina que ‘não é permitida a descaracterização das peças do uniforme padrão, como customização, rasgos, desfiados, bordados, desenhos ou frases”, diz a nota. Segundo o documento, a diretoria já havia orientado os estudantes e pais sobre o assunto.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias