Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

12 Nov 2019 - 10:30h

Um homem invadiu a casa de um vizinho e matou a esposa a tiros neste domingo (10), em Piranguçu (MG). A vítima, Adriana Aparecida Siqueira da Silva, de 38 anos, entrou na casa do vizinho, no Bairro Correinha, para fugir do marido, que a ameaçou com uma arma durante uma briga. Segundo a Polícia Militar, o homem, identificado como Sidiney Márcio dos Santos, conseguiu entrar na casa e atirou duas vezes contra a cabeça da mulher. Em seguida, ele se matou com um tiro na boca. De acordo com o G1, o vizinho também é tio de Adriana. A polícia foi chamada e uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local, mas os dois já estavam mortos. A perícia apreendeu no local a arma usada no crime e cinco munições calibre 38. A Polícia Civil de Itajubá, que abriu inquérito para apurar o caso, já ouviu dois suspeitos, um que teria fornecido a arma do crime e outro que teria vendido as munições. Além da arma, foram recolhidos no local cinco cartuchos calibre trinta e oito.

12 Nov 2019 - 07:30h

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) lançou, na segunda-feira (11), um pacote de medidas com o objetivo de gerar 4 milhões de empregos até dezembro de 2022, quando termina o governo. A meta abrange o Programa Verde Amarelo, destinado a jovens, com forte desoneração sobre a folha de pagamentos, para atrair empresas; a permissão para o trabalho aos domingos e feriados; a ampliação do microcrédito; e ações de reabilitação de trabalhadores afastados do serviço por causa de acidentes e doenças. O governo retirou do projeto a contratação de pessoas acima de 55 anos de baixa renda, prevista inicialmente. O pacote prevê ainda mudanças na legislação trabalhista, como a alteração no índice de reajuste de débitos trabalhistas, a liberação de depósitos trabalhistas já feitos com substituição de fiança ou seguro garantia, além da regulamentação da nova lei de gorjetas. A maior parte das medidas precisará passar pelo Congresso Nacional, por meio de uma medida provisória (MP) e dois projetos de lei.

11 Nov 2019 - 11:30h

Dados inéditos do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) apontam que aumentou a demanda e a presença de trabalhadores estrangeiros no Brasil, com incremento no número de empresas que demandaram mais empregados qualificados. O maior fluxo são de pessoas oriundas da Venezuela e Haiti. Os estados que mais receberam os estrangeiros são: São Paulo (7,2 mil) e Santa Catarina (5,2 mil). Relativizando-se a absorção de trabalhadores migrantes pelo tamanho da população ocupada, as maiores taxas de admissão foram em Roraima, Amazonas e Goiás. Quanto a residência para trabalhadores qualificados, os países com maior número de autorizações foram Estados Unidos e China que, juntos, ampliaram suas participações no total de autorizações de 30,1% no 1º quadrimestre de 2019 para 32,2% no 2º quadrimestre de 2019. De acordo com a Veja, as solicitações de refúgio no 2º quadrimestre de 2019 (25.606) apresentaram queda de 18,7% em relação ao 2º quadrimestre de 2018 (31.481) determinada pela redução entre as solicitações de venezuelanos. Apesar da redução no total das solicitações, destaca-se o aumento das solicitações entre os haitianos neste 2º quadrimestre (5.798).

10 Nov 2019 - 05:50h

O deputado federal Coronel Tadeu (PSL-SP) afirmou neste sábado que não vê a hora “do Lula morrer”. A frase foi publicada em seu perfil no Twitter durante a tarde, poucas horas depois de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fazer um discurso em tom crítico ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. “Não vejo a hora do Lula morrer”, escreveu o deputado na rede social. “Não é discurso de ódio e sim de paz. O histórico desse sujeito não deixa saudades, mas um exemplo para essa nação acordar dos males que sofreu”. No Twitter, Coronel Tadeu protestou diversas vezes contra a saída de Lula da prisão. O ex-presidente deixou a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba nesta sexta-feira, menos de 24 horas depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) barrar prisões após condenação em segunda instância.

09 Nov 2019 - 06:50h

Já no caminho de casa, dentro de um carro, após ser libertado da prisão em Curitiba, onde ficou 580 dias por causa da condenação no processo do tríplex do Guarujá, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que sai “com muita vontade de lutar”. A declaração foi feita em um vídeo postado há poucos minutos. Ao lado da namorada, Rosângela Silva, a Janja, o ex-presidente afirmou que não quer “ficar falando mal de presidente, [nem] ficar falando mal de ministro”. Disse que quer falar bem do brasileiro. No entanto, aproveitou para criticar o governo Jair Bolsonaro. “É muito triste que, depois de 580 dias que fiquei preso, depois de eleger um presidente com base em fake news, com base em mentiras, os dados do IBGE mostrem que o povo brasileiro está mais desempregado, está ganhando menos, está vivendo pior. É muito triste. Por isso, volto com muita vontade de lutar”. O petista começou o vídeo agradecendo mais uma vez aos participantes da vigília, que permaneceram ao lado do prédio da Polícia Federal de Curitiba os 580 dias em que ele cumpriu pena. O grupo de militantes se revezava para desejar bom dia e boa noite ao ex-presidente. “É uma dívida de gratidão que não tenho como pagar. Essas pessoas que estão aí, estão por consciência política. [Estão] porque acreditam que outro Brasil é possível”, disse. Por fim, o ex-presidente se declarou à namorada, a quem chamou de cara-metade. “Vocês estão vendo aqui a minha cara-metade, a Janjinha. O cara que constrói, dentro da cadeia, o amor que eu construí, não tem por que reclamar da vida”.

08 Nov 2019 - 09:30h

O deputado estadual do Espírito Santo Capitão Assumção (PSL) publicou em seu perfil no Instagram uma foto que mostra sua filha, de 10 anos, empunhando uma pistola automática em um estande de tiro. De acordo com a Veja, na postagem, feita no dia 24 de outubro e curtida por 6.903 pessoas na rede social, Assumção diz que a imagem mostra o “verdadeiro empoderamento”. “Ensinando às nossas filhas o verdadeiro empoderamento! NUNCA SERÁ FEMINAZI!”, escreveu, referindo-se pejorativamente às feministas. A menina usa uniforme escolar na foto. No dia seguinte, após ser criticado, o deputado divulgou outra imagem na rede social, na qual afirmou que “não adianta me bloquear, feminazis dos infernos! Vamos dar um basta no politicamente correto!”. “VAI TER CRIANÇA EMPUNHANDO ARMA SIM!!Aprendam a respeitar as opiniões. Chega de marxismo cultural no Brasil!!”, completou, na legenda. Duas semanas depois, a foto da criança com a pistola em punho continua visível na página do Capitão Assumção no Instagram.

08 Nov 2019 - 08:30h

Um adolescente invadiu um colégio estadual na cidade de Caraí (MG), no Vale do Jequitinhonha, na quinta-feira, 7, e baleou dois estudantes. Os tiros ocorreram por volta das 8h. Não há informações sobre os nomes e idades dos feridos e do atirador. Segundo disse a VEJA o prefeito de Caraí, Heber Gomes Neiva, o Vavá, o atirador entrou na Escola Estadual Orlando Tavares portando uma garrucha e um facão e chegou a apontar a arma em direção ao diretor da escola e a um professor. Ainda conforme o relato do prefeito, os dois correram e o jovem passou a mirar alunos em um corredor. Um deles foi atingido por um tiro na mão e o outro, no pescoço. Os dois foram levados ao hospital Nossa Senhora Mãe da Igreja, na cidade vizinha de Padre Paraíso (MG). No final da manhã, o hospital informou que “um dos adolescentes recebeu transfusão sanguínea e permanece estável”. Ele foi transferido a um hospital em Teófilo Otoni (MG), enquanto o outro permanece em observação. O autor dos disparos foi contido ainda dentro do colégio e apreendido pela Polícia Militar. Segundo a Polícia Civil, um outro menor também foi apreendido e a perícia está no local dos tiros.  De acordo com o prefeito de Caraí, o autor dos disparos foi descrito pela direção da escola como “de bom relacionamento com os colegas e uma pessoa educada”. A Escola Estadual Orlando Tavares atende a alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. A unidade fica no distrito Ponto do Marambaia, a 60 quilômetros do centro de Caraí, que tem cerca de 23.000 habitantes e fica a 540 quilômetros de Belo Horizonte. A Secretaria de Educação de Minas Gerais informou que as aulas foram suspensas na escola nesta quinta-feira e na sexta-feira, 8. “Uma equipe do órgão central da Secretaria de Estado de Educação trabalhará em conjunto com a equipe da SRE de Teófilo Otoni para o desenvolvimento de ações pedagógicas, de maneira que o ambiente de tranquilidade e paz que a escola tanto necessita e merece seja reestabelecido”, diz a pasta.

06 Nov 2019 - 10:30h

Onze vereadores e um contador da Câmara Municipal de Santa Rita, na Grande João Pessoa, foram presos na madrugada desta terça-feira (5), suspeitos de desviar dinheiro público para custear despesas de uma viagem feita para a cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul. Os parlamentares foram detidos durante a operação 'Natal Luz' do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB). De acordo com o G1, o advogado Alderban Coelho, que representa os onze vereadores e o contador, disse que não há motivos para a prisão em flagrante e rechaça o ocorrido. O advogado também declarou que a defesa não teve acesso ao inquérito e que só irá se pronunciar quando possuir as informações. De acordo com o delegado Allan Terruel, a operação teve início após o MP suspeitar da viagem dos vereadores, que usaram um seminário como justificativa para a ida a Gramado. A empresa organizadora da viagem seria do estado de Sergipe, o que fez a investigação ser iniciada. A operação contou com a participação da Gaeco da PB e do Rio Grande do Sul, além da Polícia Civil de Sergipe. De acordo com a operação, só em diárias foram gastos R$69 mil. “Monitoramos todas as atividades dos vereadores e de todas as pessoas que os acompanhavam. A polícia civil fez o levantamento da empresa que estaria responsável pelo suposto seminário e pela viagem, e foram confeccionados dois relatórios”, explicou o delegado, acrescentando que todas as ações levam a confirmar uma viagem de lazer e turismo. Entre os vereadores detidos, está o presidente da câmara do município, Anésio Alves. Ainda segundo Terruel, foi confirmado que os parlamentares forjaram o evento para realizar a viagem com dinheiro público. Os vereadores foram encaminhados para a Central de Flagrantes, em João Pessoa, onde aguardam a audiência de custódia, prevista para acontecer ainda nesta terça-feira (5).

06 Nov 2019 - 08:30h

A operadora Vivo admitiu na terça-feira (05) que dados de clientes vazaram na internet devido a uma brecha de segurança na plataforma Meu Vivo, utilizada por clientes para gerenciar dados de assinatura. O problema foi noticiado pelo portal Olhar Digital, que tomou conhecimento de um método simples para extrair dados como nome completo, endereço, CPF, RG, e-mail, data de nascimento e até o nome da mãe do cliente. A Vivo diz que “neutralizou a vulnerabilidade”. O Olhar Digital informou que a pane no sistema de segurança da Vivo deixaria expostos os dados de cerca de 24 milhões de consumidores. Em nota, empresa telefônica diz que “o número de clientes possivelmente impactados por esta ação ilícita é consideravelmente menor do que o divulgado por alguns órgãos da imprensa especializada”. No entanto, ela se recusou a informar o número exato de potenciais vítimas. Ainda de acordo com a publicação, a brecha foi descoberta há duas semanas por pesquisadores de segurança digital. Por sua vez, a Vivo que tomou conhecimento da falha na noite de segunda-feira (04). Desde então, o assunto ganhou repercussão na imprensa especializada. O aplicativo do Meu Vivo ficou inoperante durante parte do dia, provável reflexo dos trabalhos para correção da falha. A empresa não disponibilizou nenhuma ferramenta para que clientes chequem se seus dados foram liberados na internet sem consentimento.

05 Nov 2019 - 16:30h

No contínuo processo de digitalização dos bancos, o Itaú Unibanco vai fechar 400 agências até o final deste ano. Além disso, 3,5 mil funcionários da instituição aderiram ao programa de demissão voluntária anunciado em setembro. O presidente do Itaú, Candido Bracher, disse, durante teleconferência de resultados do terceiro trimestre, que as agências fechadas estão a menos de 500 metros de outras agências e não impactam o atendimento aos clientes. Em relação ao programa de demissões, 50% dos funcionários que estavam elegíveis para o desligamento aderiram, gerando um efeito de R$ 2,4 bilhões nos números do banco neste trimestre, antes de impostos. “O fechamento de agências não impacta o atendimento ao público, tanto que temos crescimento do índice de satisfação dos clientes. É claro que as agências próximas umas das outras vão se esgotando e a decisão de fechar daqui para a frente vai requerer uma análise mais profunda. Mas não digo que não vai acontecer”, afirmou Bracher ao jornal o Globo.

05 Nov 2019 - 14:30h

O presidente Jair Bolsonaro entregou no Congresso nesta terça-feira (5) um pacote de medidas para a área econômica. Entre as propostas estão mudanças no chamado pacto federativo, em fundos públicos e nas regras das contas públicas, algumas delas consideradas emergenciais pelo governo. Bolsonaro já havia ido ao Congresso pessoalmente, no início do mandato, entregar a reforma da Previdência e o projeto com mudanças no Código de Trânsito Brasileiro. De acordo com o G1, o pacote com medidas econômicas foi entregue no gabinete do presidente do Senado e do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP). Acompanharam Bolsonaro o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e da Economia, Paulo Guedes. Em um breve discurso, Bolsonaro ressaltou que as afinidades entre Executivo e Legislativo são maiores do que se imagina. “Eu tenho certeza que existe muito mais coisa em comum que une o Executivo e o Legislativo do que sonha a vã filosofia”, afirmou. Para o presidente, as medidas vão permitir a descentralização dos recursos. Isso significa que estados e municípios terão mais verba e mais autonomia para decidir em que áreas investir. “Eles lá embaixo, nos estados e municípios, decidirão o que fazer melhor do que muitos de nós, porque eles vivem o problema do dia a dia lá na sua base”, argumentou Bolsonaro.

05 Nov 2019 - 10:30h

O Ministério da Justiça anunciou a compra de 160 mil pistolas calibre 9 milímetros. As armas serão distribuídas para as forças de segurança nos estados. A compra pode chegar perto de meio bilhão de reais. O aviso de licitação da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça, foi publicado hoje no Diário Oficial da União. O edital estipula um número definido de armas para cada região do país. A Região Norte vai receber 21.192 armas, Nordeste 37.525, Centro-Oeste 33.676, Sudeste 31.000 e Sul 34.558. Cada arma terá de vir acompanhada de maleta e quatro carregadores. As polícias militares receberão o maior número de armas, já que têm maiores contingentes de policiais nas ruas. A Polícia Civil nos Estados vem em seguida. O Ministério da Justiça também incluiu alguns órgãos públicos como beneficiários da licitação. Para a segurança do Supremo Tribunal Federal, por exemplo, estão reservadas 45 pistolas.

04 Nov 2019 - 15:30h

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na noite deste domingo 3, que “o pior está por vir” em relação à contaminação que atinge praias do Nordeste brasileiro com manchas de óleo há mais de dois meses. Em entrevista à TV Record, o presidente voltou a afirmar que acredita em um vazamento criminoso, “com todos os indícios” apontando culpa de um navio grego da empresa Delta Tankers – já acusado formalmente pelo governo brasileiro e que nega ligação com o caso. “O que chegou às praias é uma pequena parte do que foi derramado. O pior está por vir, uma catástrofe muito maior que, ao que tudo parece, foi criminosa”, afirmou o presidente, que completou: “todos os indícios levam ao cargueiro grego”. A empresa grega Delta Tankers Ltd, dona do navio petroleiro Bouboulina, “principal suspeito”, segundo autoridades brasileiras, pelo vazamento de petróleo no Nordeste do país, negou no sábado estar envolvida no caso. O navio, que fazia o trajeto da Venezuela à Malásia, “chegou a seu destino sem problemas e descarregou toda a carga sem perdas”, afirma um comunicado da empresa. “Não há evidências de que o navio parou, realizou qualquer tipo de operação STS (de navio para navio), sofreu algum vazamento, ou desviou-se de sua rota, em seu caminho da Venezuela para Melaka, na Malásia”, diz a nota. A Delta Tankers sustenta que o Bouboulina saiu da Venezuela em 19 de julho e “foi diretamente, sem parar em nenhum outro lugar, para Melaka, na Malásia, onde descarregou sua carga total sem perdas”. A companhia de navegação, com sede em Atenas, disse ter realizado “uma investigação completa do material das câmeras e sensores que todos os nossos navios carregam como parte de nossa política de segurança e respeito ao meio ambiente” e que estava “pronta para entregar os documentos de seu estudo às autoridades brasileiras, que ainda não entraram em contato”.

04 Nov 2019 - 14:30h

Uma jovem de 23 anos foi enterrada na última sexta-feira (1º), com um vestido de noiva, justamente no dia que se casaria. Segundo o portal Uol, Milena Toschi de Andrade morreu ao ser atropelada por uma motocicleta, na última quinta-feira (31), um dia antes da cerimônia, enquanto estava indo trabalhar, em São Paulo. O noivo de Milena, Ivan Viana, fez um relato de despedida em seu Facebook. "Me dói tanto saber que ontem estávamos tão felizes por nossas conquistas, por nosso amor ser tão grande, por saber que amanhã iríamos realizar o nosso maior sonho que era nos casar, felizes por nossa casinha estar prontinha para começarmos nossa vida juntinhos, como você sempre dizia”, escreveu. Segundo a reportagem, ela morreu no local do acidente. O condutor da moto fugiu sem prestar socorro, segundo a família. A família se queixa da demora no atendimento. “Chegou uma ambulância só com o motorista, sem paramédicos e sem equipamento de socorro. Ela morreu no local. Infelizmente é o que a gente tem nesse município”, diz um primo.

03 Nov 2019 - 07:40h

O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) vai propor aos partidos de oposição que apresentem um pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em um vídeo divulgado no Instagram na noite deste sábado (2), Miranda disse que vai se articular com os líderes da oposição na próxima semana. O deputado também afirma que as declarações de Bolsonaro sobre o acesso às gravações da portaria de seu condomínio, no Rio de Janeiro, configuram “obstrução de justiça e crime de responsabilidade”.

01 Nov 2019 - 14:30h

Uma mulher de 55 anos morreu após ser atropelada na calçada no bairro Jardim Amanda 2, em Hortolândia (SP), na noite desta quinta-feira (31). Ela foi atingida por um veículo que saiu desgovernado de uma garagem. De acordo com a Polícia Civil, o motorista estava embriagado e com o filho de 8 anos, no colo, na direção. O pai foi preso por homicídio culposo. Segundo o G1, o acidente foi às 20h40 na Rua Graça Aranha. A vítima é Márcia Pereira da Silva Bassi, que chegou a ser socorrida pelo Samu para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro em estado grave, mas teve uma parada cardíaca e não resistiu. Márcia estava passando pela calçada do outro lado da rua, em frente à residência de onde o carro saiu. Ela fez aniversário há uma semana. Era casada, deixa três filhos e quatro netos. A vítima estava com o esposo no momento da colisão, mas ele conseguiu correr para não ser atingido. O velório e o sepultamento acontecem nesta sexta (1) no Cemitério Parque Hortolândia. Segundo o irmão, Márcia colhia assinaturas para um passeio da igreja que frequenta quando foi atingida.

01 Nov 2019 - 10:30h

O Bradesco, segundo maior banco privado brasileiro, divulgou nesta quinta-feira, 31, lucro líquido recorrente no terceiro trimestre de 6,542 bilhões de reais, aumento de 19,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. Segundo o banco, o resultado foi puxado por maiores margens financeiras, crescimento das receitas de prestação de serviços, contribuição das operações de seguros, previdência e capitalização e menos despesas com provisões para perdas com inadimplência, que compensaram o crescimento das despesas operacionais. Entretanto, o banco informou que deve fechar cerca de 300 agências em 2020, para tentar diminuir a despesa e aumentar sua lucratividade. De acordo com o G1, o Bradesco registra neste ano custos acima do esperado, ficando aquém de suas próprias metas e decepcionando investidores. Em janeiro, o banco informou que seus custos aumentariam até 4% em 2019, mas subiram 7,5% nos primeiros nove meses do ano. Isso pesou sobre as ações da instituição na quinta-feira, que caíam 4,35% às 14h15. O Ibovespa operava em queda de 1,46%, aos 106.823 pontos. O presidente Octavio de Lazari Junior disse que o banco fechará 150 agências já neste ano. O banco encerrou setembro com 4.567 agências. Lazari afirmou também que um recente programa de demissão voluntária também ajudará a cortar custos. Ele disse que 3.000 trabalhadores já aderiram ao programa, cerca de 3% do seu quadro de funcionários. O Bradesco também vem renegociando melhores condições para contratos de fornecedores e fechado acordos em disputas trabalhistas, segundo o banco. A receita das tarifas também ficou abaixo da meta do banco, mas Lazari disse que provavelmente terminará 2019 na faixa de crescimento de 3% a 7% estabelecida no início do ano. O presidente afirmou que espera que o banco registre um retorno sobre o patrimônio em torno de 20% nos próximos trimestres, apesar das taxas de juros mais baixas no Brasil. O Bradesco apresentou rentabilidade de 20,2% no terceiro trimestre.

01 Nov 2019 - 08:30h

O Ministério da Economia autorizou a Caixa Econômica Federal a aumentar os preços das apostas das loterias no país. A Mega-Sena, que hoje custa R$ 3,50, passará a R$ 4,50, um aumento de 28,6%. O banco deverá definir a data em que os novos valores entram em vigor. A portaria que autoriza o aumento foi publicada nesta quinta-feira (31) no Diário Oficial, e foi elaborada pela Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria do ministério. A última atualização no preço da aposta da Mega-Sena ocorreu em 2015, quando passou de R$ 2,50 para R$ 3,50.

30 Out 2019 - 11:30h

O ministro das relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, anunciaram nesta terça-feira, 29, que o Fundo Soberano da Arábia Saudita investirá 40 bilhões de reais no Brasil. O acordo foi costurado durante a visita do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro (PSL), ao país árabe chefiado pelo príncipe herdeiro Mohammed bin Salman — acusado de ser o mandante do assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, crítico ao seu regime. De acordo com a Veja, apesar cifra alta, não foi especificado onde e quando o dinheiro saudita seria aplicado. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, o Fundo Soberano irá explorar as “potenciais oportunidades de investimentos mutuamente benéficos”. O anúncio do acordo bilionário ocorre em meio à polêmica de um vídeo em que Bolsonaro se compara a um leão sendo atacado por hienas que representariam o STF, PSL, veículos imprensa e outras instituições. Mais cedo, o presidente brasileiro pediu desculpas pelo vídeo após a peça ter sido apagada de suas redes sociais. A tour de Bolsonaro pela Ásia e Oriente Médio teve início no dia 19 de outubro. Desde então, o presidente passou pelo Japão, onde participou da cerimônia de entronização do novo imperador, China, Emirados Árabes Unidos, Qatar e finaliza a viagem na Arábia Saudita. Além do acordo comercial, o Brasil e a Arábia Saudita assinarão em breve um acordo recíproco para a facilitação de emissão dos vistos diminuindo burocracia e custos.

29 Out 2019 - 15:30h

Decisivo na localização e de vítimas nas tragédias de Brumadinho (MG), o border collie Thor, de 5 anos, morreu devido a uma infecção generalizada relacionada a um quadro de pancreatite. De acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, ele estava recebendo tratamento veterinário desde o início dos sintomas, mas não resistiu. A morte aconteceu no último sábado, mas só agora foi tornada pública pela corporação. “O Thor nunca foi considerado como apenas um cão e, sim, como um Bombeiro Militar que verdadeiramente era”, afirmou a corporação, em nota. Além de Brumadinho, ele também atuou no resgate de vítimas do rompimento de uma barragem da Samarco, em Mariana (MG), em 2015; no desaparecimento do esportista francês no pico do Marins; e no desabamento de edificações no bairro Mantiqueira, em Belo Horizonte. De acordo coma Veja, após o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, as equipes de resgate trabalharam ao lado de cães farejadores para encontrar as vítimas nos rejeitos de mineração. De acordo com os Bombeiros de Minas, “graças à atuação dele, inúmeras famílias puderam ter seus entes queridos localizados e velados”. “Thor era considerado uma referência nacional na localização de pessoas desaparecidas”, acrescenta a nota. O laudo de necropsia apontou que o motivo da morte do cão foi pela ruptura do intestino delgado na porção do duodeno, ocasionado pela presença de um corpo estranho, que resultou em hemorragia abdominal. Além da pancreatite, o cão ainda possuía um quadro de leishmaniose — doença infecciosa causada por protozoários parasitas transmitidos pela picada de alguns insetos. Em 25 de janeiro deste ano, a barragem Córrego do Feijão, da mineradora Vale, rompeu em Minas Gerais e deixou, até agora, 252 vítimas fatais. O último corpo foi encontrado no dia 19 de outubro e outras 19 pessoas seguem desaparecidas. O trabalho dos bombeiros continua na região.