Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

22 Out 2018 - 14:30h

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, afirmou no domingo (21), durante entrevista coletiva na sede do tribunal, que não há “base empírica” para as “criativas teses” que lançam suspeitas sobre o processo eleitoral. Segundo a ministra, como o sistema de votação das urnas eletrônicas é auditável, uma eventual fraude deixaria “digitais”. “As criativas teses que intentam contra a lisura do processo eleitoral não possuem base empírica. Estão voltadas à disseminação rápida de conteúdos impactantes sem o compromisso com a verdade. A resposta da instituição, ao contrário, há de ser responsável, após análise das imputações. Reafirmo: o sistema eletrônico eleitoral é auditável. Qualquer fraude nele necessariamente deixaria digitais, permitindo a apuração das responsabilidades”, afirmou a presidente do TSE.

22 Out 2018 - 12:30h

Um homem foi preso por roubar um cordão de ouro na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, no sábado (20). Ele engoliu a joia e se disse inocente, mas foi preso depois que o exame de raio-x constatar que o cordão estava no abdômen dele. Segundo informações do 23º BPM (Leblon), o turista espanhol Eduardo Maese Alvarez disse à polícia que Yuri de Lima praticou o roubo e em seguida engoliu o cordão. A versão foi confirmada por testemunhas. O caso foi encaminhado para a 12ª DP (Copacabana). A polícia decidiu levar o autor do roubo para um exame na UPA de Copacabana onde a ressonância mostrou uma mancha, próxima do seu abdômen. Com o zoom, ficou claro que era o cordão. Em seguida, ele foi preso em flagrante e o cordão recuperado, segundo a PM.

22 Out 2018 - 11:30h

Acostumado a ser o partido do poder, que se adapta a qualquer governo, o MDB do presidente Michel Temer já está se preparando para ficar fora do Palácio do Planalto. “O MDB agora está no segundo time”, disse o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, após lembrar o fiasco da legenda nas urnas, no primeiro turno das eleições. No quarto andar do Planalto, Marun carrega diariamente um calhamaço de quase duas mil páginas, chamado por ele de “bíblia política”, sob o título “Ações já executadas e as que serão executadas até o final de 2018”. O documento está à espera da equipe de transição do presidente eleito, seja ele Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT).”Tenho certeza de que o Brasil vai ter saudade do governo Temer”, afirma Marun, que classifica o indiciamento do presidente pela Polícia Federal, no inquérito dos Portos, como “festival de ilações”. Na avaliação do ministro, ao entrar para a segunda divisão, o MDB não será mais protagonista da cena política e, em 2019, ficando ao lado dos “balzaquianos”, partidos que têm cerca de 30 parlamentares, “uns mais, outros menos”. Há quatro anos, o MDB elegeu 65 deputados federais. Agora, porém, a bancada caiu quase pela metade e, no rastro da alta impopularidade de Temer, ficou com 34. No Senado, o presidente do MDB e líder do governo, Romero Jucá (RR), não conseguiu nem mesmo renovar o mandato. “Houve uma destruição da política. Quem sobreviveu? Quem tinha radicais ao seu lado, Lula e Bolsonaro. Quem não tinha foi levado pelo tsunami”, argumentou Marun, citando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso pela Lava Jato, e o candidato do PSL. O mapa das urnas indica que as maiores bancadas da Câmara serão as do PT e do PSL, mas grandes partidos ainda tentam atrair “nanicos” para ampliar suas fileiras.

22 Out 2018 - 10:30h

A mãe do jovem que ateou fogo na casa da ex-mulher enquanto os enteados de quatro e cinco anos dormiam dentro do imóvel, em Bertioga, no litoral de São Paulo, disse que está com medo de ser morta pelo próprio filho. “Ele falou que vai colocar fogo no resto que ficou. Disse que se não tirarem o boletim de ocorrência vai matar todo mundo. Ele tem que ser preso”,  desabafou Luciene. O crime aconteceu na noite de sexta-feira (19), por volta das 21h, na Avenida Anchieta, no bairro Vista Linda. Os bombeiros foram chamados para conter as chamas, mas não impediram que o imóvel ficasse totalmente destruído. Segundo a mãe, a ameaça foi feita por telefone pelo próprio filho, Rodrigo Almeida de Oliveira, neste sábado (20), um dia depois de o rapaz incendiar a residência que fica nos fundos da casa dela. Na noite de sexta-feira, Rodrigo já havia ameaçado a genitora e a ex-companheira com uma faca.

Ele fugiu do local antes da chegada da polícia, e até o momento não foi encontrado. Luciene contou ao G1 que o filho colocou fogo na casa porque, na última semana, a ex-mulher havia feito um boletim de ocorrência de violência doméstica contra ele, e também dado entrada na Justiça a um pedido de medida protetiva. Luciene apoiou a atitude, pois não concordava com a agressividade do filho. Rodrigo de Almeida e Wendy Kelly, de 28 anos, ficaram juntos por cerca de quatro anos, e estavam separados há seis meses. Eles moravam, cada um em um quarto, nos fundos da casa de Luciene. “Infelizmente, ele está usando drogas, mas ele é ruim, e não é porque está usando drogas. Eu tenho vergonha de falar que é meu filho. Não foi essa a educação que eu dei, não foi assim que eu o criei. Não consigo aceitar isso”, lamentou.

21 Out 2018 - 09:00h

A Polícia Federal instaurou neste sábado (20) inquérito para investigar a disseminação de mensagens pelo WhatsApp referentes aos candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). O pedido de abertura de investigação foi feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que quer a apuração do possível uso de esquema profissional por parte das campanhas, com o propósito de propagar fake news (notícias falsas). Segundo reportagem publicada na quinta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo, empresas pagaram, em contratos que chegariam a 12 milhões de reais, pelo envio em massa de conteúdos contra o Haddad no WhatsApp. No documento enviado ao ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, para solicitar a investigação da PF, Raquel Dodge informa que os fatos mencionados em reportagens já motivaram a abertura de apuração pela Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE).

19 Out 2018 - 10:30h

O PT pediu nesta quinta-feira (18) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para declarar o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, inelegível por oito anos. O pedido foi apresentado em razão de reportagem do jornal Folha de S.Paulo que relata casos de empresas apoiadoras de Bolsonaro que supostamente compraram pacotes de disparo de mensagens contra o PT por meio do WhatsApp. Bolsonaro nega irregularidades. Essa prática, em tese, pode ser ilegal, caso seja considerada pela Justiça doação de campanha feita por empresas. Desde 2015, empresas estão proibidas de fazer doação eleitoral. Segundo o jornal, as empresas apoiadoras de Bolsonaro compram um serviço chamado “disparo em massa” usando a base de usuários do candidato do PSL ou bases vendidas por agências de estratégia digital. O uso de bases de terceiros pode ser considerado ilegal, já que a lei permite apenas o uso de listas de apoiadores do próprio candidato (nos casos de números cedidos de forma voluntária). Além da inelegibilidade de Bolsonaro, a coligação encabeçada pelo PT também pede a quebra dos sigilos bancário, telefônico e telemático das empresas e dos empresários mencionados na reportagem.

18 Out 2018 - 14:30h

O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (17) um projeto de lei que regulamenta a duplicata eletrônica. A proposta segue agora para sanção presidencial e é considerada uma das principais ações do Banco Central para modernizar a área de crédito no Brasil. O projeto (PLC 73/2018) moderniza o lançamento desse comprovante de crédito, gerado pela venda de mercadorias ou prestação de serviços por uma empresa. A duplicata eletrônica é uma espécie de título usado pelas empresas para obtenção de crédito junto aos bancos, em especial de capital de giro. Na prática, uma empresa que vendeu um bem ou prestou um serviço pode emitir a duplicata e entregá-la ao banco, antecipando o recebimento do pagamento. Dados do Banco Central mostram que no fim de abril o estoque de crédito ligado ao desconto de duplicatas somava 56,351 bilhões de reais. O texto-base, aprovado na Câmara em junho, estabelece que as informações das duplicatas deverão ser obrigatoriamente registradas em um sistema eletrônico. Entidades autorizadas pelo Banco Central serão responsáveis pelo registro nacional de duplicatas.

18 Out 2018 - 12:30h

O general Eliéser Girão Monteiro Filho, deputado federal eleito pelo PSL no Rio Grande do Norte, defendeu o impeachment e a prisão de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) responsáveis pela libertação de políticos acusados de corrupção, como o ex-ministro José Dirceu, do PT, e os ex-governadores do Paraná Beto Richa e de Goiás Marconi Perillo, ambos do PSDB. Segundo ele, “o impeachment de vários ministros” se insere em um “plano de moralização das instituições da República”. “Não tem negociação com quem se vendeu para o mecanismo”, escreveu Girão em sua conta no Twitter no último dia 11, em referência à série O Mecanismo, produzida pela Netflix, sobre a Lava Jato. “Destituição e prisão”, acrescentou. Questionado pela reportagem sobre a declaração, o general disse que o “Senado tem de cumprir o papel dele”. O impeachment de ministros do Supremo deve ser votado pelo Senado e aprovado por dois terços da Casa. Ele é possível em caso de crime de responsabilidade, como proferir julgamento quando suspeito na causa ou exercer atividade político-partidária.

17 Out 2018 - 14:30h

Após 13 meses de investigação, a Polícia Federal ( PF ) finalizou o inquérito que apurava se o presidente Michel Temer (MDB) e seu grupo político receberam propina em troca de beneficiar indevidamente empresas do setor portuário. No relatório final, a PF indiciou o atual presidente e sua filha Maristela por corrupção passiva , lavagem de dinheiro e organização criminosa , além de outros acusados. De acordo com o jornal O Globo, a PF também solicitou a prisão preventiva do coronel João Baptista Lima, amigo de Temer, e a mulher dele Maria Rita Fratez, e pediu o bloqueio de bens de todos eles, inclusive do presidente. O relatório final afirma que Temer usou empresas do coronel reformado da PM João Baptista Lima, amigo do presidente de longa data, para receber propina da empresa Rodrimar por meio de uma complexa engenharia financeira envolvendo repasses a empresa de fachada ligada ao coronel. A PF aponta ainda crimes em pagamentos feitos pelo grupo Libra. Ambas as empresas são concessionárias de áreas do porto de Santos, reduto de influência política do emedebista. O relatório final, assinado pelo delegado Cleyber Malta Lopes, foi enviado nesta terça-feira ao Supremo Tribunal Federal — prazo máximo estabelecido pelo ministro Luís Roberto Barroso. Agora, o material será encaminhado à procuradora-geral da República Raquel Dodge, que deverá decidir se oferece denúncia contra o presidente com base nesses fatos.

16 Out 2018 - 16:30h

O jornalista e radialista Gil Gomes morreu na madrugada desta terça-feira (16) em São Paulo, informou a assessoria do Hospital São Paulo. Famoso na crônica policial, ele tinha 78 anos. Na noite de segunda, o jornalista passou mal em sua casa, no bairro Jardim da Saúde, Zona Sul da capital. Ele foi socorrido por equipe do Samu e levado para o pronto-socorro do Hospital São Paulo. A morte foi confirmada nesta madrugada. Ainda de acordo com a assessoria do centro médico, ele morreu em decorrência de um câncer. Cândido Gil Gomes Jr. nasceu na Mooca, bairro de imigrantes italianos de São Paulo, em 1940. Dono de uma voz potente, começou a carreira jornalística aos 18 anos, em uma rádio, como locutor esportivo.

16 Out 2018 - 15:30h

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), prendeu nesta segunda-feira (15) uma mulher de 31 anos que estava em um ônibus com quase 800 mil dólares. Ela foi detida na BR-163, perto de Nova Alvorada do Sul, a 114 km de Campo Grande. O ônibus saiu de São Paulo com destino à Campo Grande. A PRF foi chamada porque a passageira passou mal dentro do veículo. Durante o atendimento, que também envolveu o resgate da concessionária que administra a rodovia, os policiais revistaram a mala dela e desconfiaram do volume e do peso. Ao abrir, encontraram 799.500 dólares, divididos em pacotes, o equivalente a quase R$ 3 milhões. Após ser atendida, a boliviana recebeu alta do hospital e disse à polícia que iria levar o dinheiro até Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Ela foi presa em flagrante e levada para a delegacia da Polícia Federal em Campo Grande.

16 Out 2018 - 12:30h

Banco do Brasil, Bradesco e Santander são as instituições que aparecem na liderança do mais recente Ranking de Instituições por Índice de Reclamações, divulgado nesta segunda-feira, 15, pelo Banco Central (BC). No topo do ranking, referente ao terceiro trimestre de 2018, está o Banco do Brasil, com índice de reclamações de 25,22. Nesta lista, são considerados os bancos com mais de 4 milhões de clientes. Pela metodologia do BC, este índice é calculado com base no número de reclamações consideradas procedentes, dividido pelo número total de clientes do banco e multiplicado um milhão. No caso do Banco do Brasil, foram 1.590 reclamações consideradas procedentes no segundo trimestre, numa base total de aproximadamente 63 milhões de clientes. Na segunda posição aparece o Bradesco, com índice de 22,55 (2.151 reclamações procedentes e 95,3 milhões clientes) e, na terceira está o Santander, com índice de 22,10, resultado de 933 reclamações procedentes numa base de 42,2 milhões de clientes. Na sequência do índice, ainda considerando os bancos e as financeiras com mais de 4 milhões de clientes, aparecem Caixa Econômica Federal (índice de 21,64), Itaú (18,18), Banrisul (15,81), Votorantim (12,93), Pernambucanas (7,19), Banco CSF (5,87), Midway (4,67%) e Banco do Nordeste (0,29).

16 Out 2018 - 09:30h

Jair Bolonsaro, candidato do PSL à Presidência da República, abriu 18 pontos de  vantagem em relação a Fernando Haddad (PT) na disputa em segundo turno das eleições presidenciais. Enquanto Bolsonaro chegou aos 59% das intenções de votos, o petista tem 41% dos votos válidos. O cálculo considera apenas os votos válidos, ou seja, exclui os nulos, brancos e indecisos. Levando em conta o eleitorado total, Bolsonaro lidera por 52% a 37%. Há ainda 9% dispostos a anular ou votar em branco, e 2% que não souberam responder. O segundo turno das eleições ocorre em menos de duas semanas, no dia 28 de outubro. A pesquisa ouviu 2.506 eleitores nos dias 13 e 14 de outubro. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. Isso significa que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo Nº BR-01112/2018. Os contratantes foram o Estado e a TV Globo.

15 Out 2018 - 16:30h

Um homem esfaqueou a mulher, grávida de cinco meses, e a filha do casal, de um ano e dois meses, em Rolândia no interior do Paraná. Alessandro dos Anjos, de 37 anos, foi preso em flagrante e deve responder por duas tentativas de homicídio, uma delas com a qualificadora de feminicídio. De acordo com a polícia, já havia oito boletins de ocorrência (B.O), no período de 2016 a 2018, contra o homem. Os B.Os foram abertos pela própria vítima por violência doméstica e ameaça, ainda conforme a polícia. A mulher chegou a pedir medida protetiva contra o companheiro, mas desistiu, segundo a polícia. O caso aconteceu na tarde de domingo (14). Na manhã desta segunda-feira (15), a mulher, de 36 anos, ela continuava internada em um hospital da cidade. Segundo a polícia, ela foi atingida por ao menos sete facadas, que atingiram pescoço, braços, pernas e tórax. Uma delas perfurou o pulmão. O bebê que ela está esperando não foi atingido, e o estado da mãe é considerado estável, de acordo com o hospital. Já a bebê, filha do casal, foi atingida por três golpes de faca, que atingiram mão e coxa, e já recebeu alta. Ela foi liberada pelo Conselho Tutelar para ficar com a avó materna.

15 Out 2018 - 09:30h

Uma mulher de 53 anos foi morta a facadas na madrugada deste domingo (14), em Itápolis (SP).vDe acordo com a Polícia Militar, vizinhos da vítima pediram ajuda quando ouviram a mulher gritando por socorro. Quando chegaram ao local, os policiais arrombaram a porta e encontraram Luzia Oraveis caída no chão, com ferimentos de faca. Foram de 30 a 35 golpes, segundo a PM. Ela chegou a ser socorrida, mas chegou sem vida no hospital. O filho da vítima, de 20 anos, foi preso horas depois no imóvel e é considerado suspeito do crime. Ainda segundo a PM, ele estava escondido no telhado da casa e debaixo da cama do rapaz foram apreendidos 287 pinos de cocaína. Leonardo Oraveis foi levado à delegacia e preso em flagrante. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jaboticabal e já foi liberado para enterro na manhã de segunda-feira em Itápolis. O rapaz está detido na delegacia de Ibitinga e irá passar por audiência de custódia. O motivo do crime será investigado pela Polícia Civil. Conforme a PM, o jovem não tem passagens por crimes.

15 Out 2018 - 07:30h

Uma criança de 11 anos foi raptada e estuprada por um preso durante o horário de visitas, neste sábado (13), dentro da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL V), no complexo prisional de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com o Conselho Penitenciário do Estado do Ceará (Copen), a vítima é irmã de um preso e foi violentada por um outro detento da unidade. De acordo com o presidente do Copen, Cláudio Justa, a criança estava com a mãe para ajudar a entregar produtos pessoais para o irmão, que está recolhido na unidade prisional. Durante a visita, porém, um dentento levou a menina para dentro de um compartimento do presídio e estuprou a criança. O G1 entrou em contato com a Secretaria da Justiça (Sejus), responsável pelos presídios do Ceará, e com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), mas, até a publicação a tarde deste domingo não recebeu um posicionamento sobre o caso.

13 Out 2018 - 10:00h

Dos 513 deputados federais eleitos no último domingo (07), 102 vão assumir um mandato na Câmara pela primeira vez. Esses novos parlamentares representam 1 em cada 5 políticos que formarão a Câmara dos Deputados em 2019. Metade da nova Câmara é formada por deputados que se reelegeram para a função. Além dos novatos e dos reeleitos, um batalhão de 147 nomes já foi eleito para algum cargo público que não o de deputado federal. Puxado pelo presidenciável Jair Bolsonaro, o PSL contribuiu com 34 dos 102 dos estreantes. O levantamento feito pelo Uol levou em conta informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre pleitos anteriores. Em alguns casos, esses novos políticos já concorreram a outros cargos, mas nunca venceram. Deputado mais votado no Rio de Janeiro com apoio de Bolsonaro, Hélio Negão (PSL) é um deles. Antes de vencer esta eleição, ele já havia tentado, sem sucesso, a Câmara em 2014 pelo PTN. Em 2016, já no PSC, tentou ser vereador em Nova Iguaçu (RJ), mas ficou como suplente. Além de Hélio Negão, a popularidade de Bolsonaro ajudou o PSL a eleger mais 33 novos nomes na Câmara. Em sua maioria, esses novos parlamentares são ligados a área de segurança, como militares do Exército ou da Polícia Militar, ou figuras que já eram populares, como a jornalista Joice Hasselmann, mulher mais votada em São Paulo, e o ex-ator Alexandre Frota.

11 Out 2018 - 15:30h

Onde antes você lia: “Haddad é Lula e Lula é Haddad”; agora leia: “Presidente Haddad, vice Manuela”. Onde antes havia vermelho, agora há azul, amarelo e verde. Lula sumiu. De acordo com a Revista Veja, a mudança no visual das peças de campanha de Fernando Haddad (PT) poderá não lhe garantir mais votos, mas é possível que diminua a resistência ao seu nome. O candidato do PT quer se transformar no candidato de uma frente democrática onde caberá quem queira entrar. A mudança chega tarde quando são mínimas as condições de ele se dar bem.

11 Out 2018 - 10:15h

Na manhã dessa quinta feira (11), véspera de feriado e véspera do aniversario de 17 anos de carreira do cantor, Chris Pimenta lança a sua nova música, intitulada de “amando mais ou menos”, que vem acompanhada de um lindo clip, gravado na cidade de Brumado. As gravações foram feitas em vários pontos da cidade e contou com a participação da miss Caetité, a garota Entrevip, Queren Macedo. 

A música conta a história de um casal que vive aparentemente feliz, mas o rapaz vive em um dilema sem achar que sua namorada o ama assim como ele a ama. Na dúvida sempre diz, “e se me perguntar se eu tô amando, tô amando mais ou menos, eu amo mais e ela cada dia menos e pra curar é só bebendo”. Assista o clipe do sertanejo que promete ser sucesso nacional.

11 Out 2018 - 07:30h

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, lidera a primeira pesquisa de intenção de votos do Datafolha após o primeiro turno. No levantamento divulgado na noite desta quarta-feira (10), ele aparece com 58% dos votos válidos, contra 42% do seu concorrente, Fernando Haddad (PT). O Datafolha ouviu 3.235 pessoas em 227 municípios nesta quarta. A margem de erro do levantamento, contratado pela Folha e pela TV Globo, é de dois pontos para mais ou para menos. A pesquisa foi protocolada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00214/2018.