Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"

20 Ago 2018 - 11:30h

O segundo fator que mais prejudica a qualidade de vida de pessoas com idade entre 45 e 70 anos é a perda de dentes, apontou o estudo Percepções Latino-americanas sobre Perda de Dentes e Autoconfiança. Desenvolvido pela Edelman Insights, o levantamento ouviu 600 latino-americanos, entre eles, 151 brasileiros. Apenas no Brasil, 39 milhões de pessoas usam próteses dentárias, sendo que uma em cada cinco delas tem entre 25 e 44 anos. Segundo a Agência Brasil, a pesquisa ressalta ainda que 16 milhões de brasileiros vivem sem nenhum dente e 41,5% das pessoas com mais de 60 anos já perderam todos. A pesquisa aponta que, para 32% dos entrevistados, a perda de dentes os impede de ter um estilo de vida saudável e ativo. De acordo com os dados, 52% disseram que a perda de dentes deixou a aparência do seu rosto pior; 43% afirmaram que a perda de dentes lhes atrapalha namorar ou paquerar; e 21% disseram que a condição lhes impediu de fazer novos amigos. Sobre autoestima e fala, 38% dos entrevistados manifestaram se sentirem mais inseguros para ir a festas e eventos sociais; e 41% relataram mais dificuldade na pronúncia das palavras após a perda de dentes.

19 Ago 2018 - 09:00h

Com o objetivo de facilitar a marcação de consultas, a Clínica Mais Vida criou um quadro com os horários de atendimento de cada especialista. Na Clínica Mais Vida você pode marcar exames de laboratório e ultrassom. A clínica funciona de segunda a sábado. Confira o quadro acima e marque a sua consulta através dos telefones (77) 3441-4545 ou (77) 99951-4755. A clínica está localizada na Avenida Otávio Mangabeira, 265.

17 Ago 2018 - 11:30h

O DDT – conhecido como o primeiro pesticida da era moderna – pode ser capaz de atravessar a placenta e aumentar os riscos de um bebê desenvolver Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), sugere estudo publicado no American Journal of Psychiatry. A substância, usada durante a Segunda Guerra Mundial para controlar o tifo e a malária na Europa e no Pacífico Sul, já é conhecida por causar tremores, convulsões, náusea e câncer, especialmente em casos de exposição a altas concentrações. Agora, a nova pesquisa estabelece uma ligação concreta entre o DDT e o autismo. Segundo os pesquisadores, quanto mais alto for o nível de pesticida no sangue das grávidas, maior é a probabilidade de seu filho apresentar o transtorno, que atinge cerca de 150.000 pessoas por ano no Brasil. A equipe explicou ainda que esse aumento é uma combinação da exposição pré-natal à toxina do DDT e fatores genéticos e ambientais.

15 Ago 2018 - 11:30h

Da próxima vez que pensar duas vezes se coloca ou não legumes e verduras no prato, considere o que diz a ciência. A ingestão de vegetais, como brócolis, couve e repolho, pode prevenir o desenvolvimento de câncer de cólon, segundo indica estudo publicado na revista Immunity. De acordo com a pesquisa, algumas substâncias químicas produzidas nesses alimentos são capazes de reduzir inflamações no intestino e cólon, o que ajuda a diminuir a probabilidade de câncer na região. As descobertas foram feitas a partir da análise de camundongos geneticamente modificados. Os pesquisadores salientaram que, apesar de não ser possível mudar os fatores genéticos que tornam as pessoas propensas ao câncer, os riscos podem ser reduzidos com medidas simples, como uma dieta rica em vegetais. Esse é o primeiro estudo a fornecer evidências importantes para a melhor compreensão de como o indol-3-carbinol (I3C), substância produzida no organismo diante da digestão de alguns legumes, pode prevenir inflamações intestinais, que podem levar ao câncer. A produção de I3C é comum em vegetais da família Brassica genus, que incluem brócolis, couve-flor, couve-de-bruxelas, repolho e couve.

14 Ago 2018 - 14:30h

Com diagnóstico de paralisia cerebral e sofrendo constantes convulsões, Ana Júlia Rocha de Oliveira, de seis anos, conseguiu no dia 27 de julho decisão judicial que garante o fornecimento pelo sistema público de saúde de um medicamento à base de canabidiol, substância extraída da Cannabis sativa, nome científico da maconha. Este foi o primeiro caso no Ceará em que uma família assistida pela Defensoria Pública conseguiu acesso a esse tipo de medicação. Ana Júlia mora em Pacoti, região da Serra de Baturité, no Ceará. Desde os dois anos de idade, ela sofre de quadros epilépticos que segundo a mãe, Rita Helena Rocha Lima, acabam regredindo os avanços no tratamento. “Quando ela escuta qualquer barulho muito alto, como se tomasse um susto, ela entra em um quadro de epilepsia que dura cerca de 1 a 2 minutos. Ela chega a ter 30 convulsões por dia”, relata. Depois de tentativas de tratamentos com diversos remédios, incluindo inibidores do sistema nervoso e anticonvulsionantes diários, Ana Júlia fez uso de uma amostra da medicação à base de canabidiol, em junho deste ano. A partir daí houve uma melhora significativa, quando o número e a intensidade das crises diminuíram significativamente. A mãe, professora que trabalha como secretária escolar, relata que já conhecia o tratamento com canabidiol por reportagens na televisão e por ter pesquisado na internet sobre o assunto, mas o alto custo da substância a impossibilitava de pagar o remédio para a filha.

14 Ago 2018 - 11:30h

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas em um curto período de tempo aumenta o risco de aumento nas taxas de pressão, colesterol e açúcar em pessoas mais jovens. Esses fatores levam a um maior risco de problemas cardiovasculares, como infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC). As informações fazem parte da conclusão de um estudo publicado na última sexta-feira (10), no Journal of American Heart Association. Foram analisados dados de 4.710 adultos com idades entre 18 e 45 anos, classificados como não-bebedores, bebedores compulsivos (muito consumo de bebida 12 vezes por ano) e bebedores compulsivos de alta frequência (mais de 12 vezes por ano). Segundo o G1, o consumo excessivo de álcool com alta frequência foi relatado por 25,1% dos homens e 11,8% das mulheres. Já o consumo 12 vezes por ano, foi relatado 29% dos homens e 25,1% das mulheres.

14 Ago 2018 - 09:30h

Acabou o tempo de ficar andando de lugar em lugar na busca de especialistas e procedimentos médicos, a Clínica Mais Vida, há quatro anos prestando serviços para Brumado e região, inova mais uma vez e como um exemplo de empreendedorismo e modernidade, inaugura sua filial em Brumado. Nas novas instalações, que estão localizadas na Rua Coronel Paulino Chaves, 160 - Centro, serão oferecidos mais de 40 especialistas e exames dos mais básicos aos de maior complexidade, sempre com profissionais da maior competência e responsabilidade, além de equipamentos de primeiríssima linha, garantindo a exatidão dos resultados.  A Clínica Mais Vida preza em ter uma equipe multiespecializada, garantindo um atendimento exclusivo e personalizado, desde o primeiro contato ao final do tratamento. Ressaltando que para se estar bem é necessário o equilíbrio da saúde do corpo e da mente. Para uma vida mais tranquila e harmoniosa, cuide-se! Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496.

13 Ago 2018 - 16:30h

Muitos pacientes chegam ao consultório se queixando de um certo “aperto no peito”. Na verdade, esse aperto muitas vezes recebe outras explicações, como “um gelo”, “um bolo” ou “um nó na garganta”. Enfim, são muitas as tentativas de nomear e localizar algo que não se sabe o que é, mas que incomoda, traz sofrimento, tira o sono e inviabiliza a vida. Da ordem da angústia, esse aperto no peito passa a ser ressignificado à medida em que o paciente fala. Não é nenhuma novidade dizer aqui que a fala tem um caráter terapêutico, entretanto, há uma diferença em onde se fala e para quem se fala, e, principalmente, de que lugar se fala, me refiro a uma posição de sujeito.

O setting terapêutico (como também chamamos o consultório psicológico) é um lugar onde o paciente fala e encontra uma escuta livre de preconceitos, julgamentos e de verdades pré-estabelecidas, de modo que ali ele pode construir a sua verdade baseado na ética do seu desejo.

É no processo de análise ou psicoterapia que esse aperto no peito encontra alívio, vai se desfazendo, dando lugar a outros sentimentos. Podemos dizer que a angústia, que é um sentimento complexo e difícil de explicar, vai sendo nomeada e o paciente vai encontrando novos caminhos para ela. Levando-o a se apropriar de sua vida, de maneira a viver mais plenamente, agora, com a capacidade de se responsabilizar verdadeiramente por aquilo que sente e a possibilidade de modificar o que incomoda e faz sintoma.

Nesse sentido, ressignificar a angústia através de um processo terapêutico requer coragem e vontade de enfrentar o desconhecido, aquilo que habita em nós mesmos e muitas vezes tentamos localizar no outro.

Vale lembrar que esse percurso é subjetivo e é feito no tempo de cada um, mas, quando encarado com seriedade e consciência proporciona uma liberdade nunca sentida. E o papel da psicologia é ajudar na condução dessa busca. Cada vez mais acessíveis, os profissionais de psicologia dispõem de uma escuta ativa, acolhedora e capaz de possibilitar esse percurso.

Portanto, sempre que for necessário, não hesite em buscar ajuda psicológica. Como sabemos quando é necessário? Quando não sabemos o que fazer com o que estamos sentindo.

Roberta Assis

Psicóloga

CONTINUE LENDO

13 Ago 2018 - 12:30h

O tipo de cueca usada pelos homens afeta diretamente a concentração de espermatozoides. Um estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Harvard, nos EUA, concluiu que o uso de cuecas tipo boxer aumenta significativamente as concentrações de espermatozoides. “Estes resultados apontam para uma mudança relativamente fácil que os homens podem fazer quando eles e suas parceiras estão tentando engravidar”, afirmou Lidia Mínguez-Alarcón, principal autora do estudo e pesquisador da Harvard Chan School. Segundo o G1, foram coletadas informações e amostras de sêmen de 656 homens, com idade entre 32 e 39 anos, em busca de tratamento de fertilidade. A pesquisa questionava o estilo de roupa íntima usada nos três últimos meses. Algumas das opções eram cuecas do tipo boxer, jóquei e sunga. Do total, 53% dos participantes relataram usar boxer na maior parte do tempo. A análise das amostras de sêmen mostrou que esse grupo apresentou número 25% de espermatozoides e 17% mais espermatozoides totais quando comparados com homens que não usavam cuecas do mesmo tipo. Também foi superior a porcentagem de espermatozoides móveis.

12 Ago 2018 - 10:30h

Com o objetivo de facilitar a marcação de consultas, a Clínica Mais Vida criou um quadro com os horários de atendimento de cada especialista. Na Clínica Mais Vida você pode marcar exames de laboratório e ultrassom. A clínica funciona de segunda a sábado. Confira o quadro acima e marque a sua consulta através dos telefones (77) 3441-4545 ou (77) 99951-4755. A clínica está localizada na Avenida Otávio Mangabeira, 265.

10 Ago 2018 - 09:55h

Acabou o tempo de ficar andando de lugar em lugar na busca de especialistas e procedimentos médicos, a Clínica Mais Vida, há quatro anos prestando serviços para Brumado e região, inova mais uma vez e como um exemplo de empreendedorismo e modernidade, inaugura sua filial em Brumado. Nas novas instalações, que estão localizadas na Rua Coronel Paulino Chaves, 160 - Centro, serão oferecidos mais de 40 especialistas e exames dos mais básicos aos de maior complexidade, sempre com profissionais da maior competência e responsabilidade, além de equipamentos de primeiríssima linha, garantindo a exatidão dos resultados.  A Clínica Mais Vida preza em ter uma equipe multiespecializada, garantindo um atendimento exclusivo e personalizado, desde o primeiro contato ao final do tratamento. Ressaltando que para se estar bem é necessário o equilíbrio da saúde do corpo e da mente. Para uma vida mais tranquila e harmoniosa, cuide-se! Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496.

09 Ago 2018 - 14:30h

O Brasil confirmou 1.100 casos de sarampo, com surtos registrados no Amazonas (788) e Roraima (281). De acordo com boletim divulgado nesta terça pelo Ministério da Saúde, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (1), Rio de Janeiro (14), Rio Grande do Sul (13), Rondônia (1) e Pará (2). Há ainda 5.169 casos em investigação nos dois estados que registram surtos. Em nota, a pasta ressaltou que a vacinação é  o modo mais eficaz de inibir a volta de doenças já eliminadas no país, como a poliomielite e o sarampo. Para conter o avanço de casos no país, o Ministério da Saúde iniciou uma campanha de vacinação contra as doenças, tendo como público-alvo as crianças com idade de um ano a menores de cinco anos. A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite e Sarampo se estenderá até 31 de agosto e pretende vacinar 11,2 milhões de crianças. O dia D de mobilização nacional será em 18 de agosto, quando os mais de 36 mil postos estarão abertos no país.

09 Ago 2018 - 12:30h

Caso você mulher seja levada ao hospital por suspeita de ataque cardíaco, lembre-se de pedir para ser atendida por uma médica. Por que? De acordo com estudo publicado segunda-feira na revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), as mulheres têm maior chances de sobreviver a um enfarte agudo do miocárdio se o médico de emergência também for do sexo feminino. Os números mostram que 13,3% das mortes por ataque cardíaco ocorridas quando os profissionais de saúde eram do sexo masculino correspondiam a mulheres; 0,7% a mais que pacientes homens (12,6%). “Descobrimos que a conformidade de gênero aumenta a probabilidade de um paciente sobreviver a um ataque cardíaco e que o efeito é impulsionado pelo aumento da mortalidade quando os médicos tratam pacientes do sexo feminino”, disse Brad Greenwood, um dos autores do estudo, ao The Guardian. Os pesquisadores esclarecem que estudos anteriores indicaram que as mulheres são mais propensas a falecer durante um ataque cardíaco por diversas razões. Um deles, segundo a pesquisa, está relacionado ao gênero do médico atendente. Isso porque quando os pacientes de ambos os sexos são atendidos por mulheres, a diferença na percentagem de mortes é menor – apenas 0,2%: 11,8% para homens morreram contra 12% das mulheres. A descoberta ocorreu através de uma revisão de dados de quase 582.000 pacientes que sofreram um ataque cardíaco e foram atendidos em hospitais da Flórida, nos Estados Unidos, entre 1991 e 2010. Além de observar a idade, o sexo e se os pacientes tinham outros problemas de saúde, a equipe também analisou se eles morreram durante a internação e qual era o gênero do médico atendente. Independente do sexo, os pesquisadores observaram que, no geral, 11,9% dos pacientes com ataque cardíaco faleceram no hospital.

08 Ago 2018 - 12:30h

O Brasil enfrenta atualmente o que a Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica como “epidemia” de cesáreas. Dados de 2016 mostram que 55,6% dos partos foram cirúrgicos no país. Essa é a segunda maior taxa do mundo, superada apenas pela República Dominicana (56%). A Bahia, por sua vez, registra um índice menor. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, 43% dos bebês nascidos vivos no estado em 2017 tiveram parto cesáreo. Neste ano, os números seguem parecidos, com um leve aumento percentual: 44% de cesáreas até 2 de agosto. No entanto, o número ainda está muito acima do recomendado pela OMS, que varia de 10% a 15%.

08 Ago 2018 - 11:30h

Essa pode não parecer uma ideia muito atraente, mas adicionar grilos às refeições diárias traz benefícios para o sistema digestivo, indica estudo publicado no periódico Scientific Reports. De acordo com os pesquisadores, o consumo desses insetos  é capaz de diminuir inflamações pelo corpo e pode ajudar no crescimento de bactérias intestinais benéficas. Isso acontece porque os insetos são ricos em fibras, que servem de alimento para os micro-organismos probióticos capazes de combater diversas doenças, como baixa imunidade, obesidade e problemas intestinais.  Ainda que pareça impensável ingerir grilos (intencionalmente), segundo o Daily Mail, essa é uma prática comum em alguns países onde mais de dois bilhões de pessoas consomem insetos – considerados fontes alternativas de proteínas, vitaminas, minerais e gorduras saudáveis.

07 Ago 2018 - 09:30h

Eles são responsáveis em filtrar o sangue, isso todos sabem. Mas o que muitos desconhecem é que esse órgão exerce funções, que são vitais ao nosso organismo. Portanto, merece uma atenção especial de nossa parte. A principal doença tratada pelo nefrologista é a Insuficiência Renal, que ocorre quando o paciente tem as funções básicas realizadas pelos rins comprometidas. A insuficiência pode ser aguda ou crônica. Insuficiência Renal Aguda é a perda súbita da capacidade de seus rins filtrarem resíduos, sais e líquidos do sangue e a crônica é quando a perda das funções ocorre de maneira gradual e permanente. O nefrologista cuida do paciente portador de : Hipertensão Arterial, Diabético, Cálculo Renal, Glomerulopatias, Infecção Urinária e todas as doenças sistêmicas que podem lesas os rins. Em muitos casos, as doenças dos rins apresentam poucos ou nenhum sintoma nas suas fases iniciais, o que dificulta o diagnóstico e o início precoce do tratamento, fatores fundamentais para a cura ou a ampliação da qualidade de vida do paciente. Por isso, quando o trabalho do nefrologista é realizado logo no início do aparecimento das doenças renais, isso é revertido em resultados primordiais para a saúde e o bem-estar do paciente, evitando assim que curse para Insuficiência Renal Crônica com necessidade de Hemodiálise ou Transplante. Marcelo Santana destaca que a relação de funções dos rins é grande, assim como o número de complicações que pode apresentar, e o mais grave é que a grande maioria não percebe. Desta forma, previna-se, faça uma consulta com o especialista para saber como anda a saúde desse importante órgão. Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496.

06 Ago 2018 - 10:30h

O uso intenso do celular fez surgir mais um “problema estético” nas pessoas. De acordo com o Extra, o movimento do pescoço para olhar frequentemente a tela do smartphone está deixando as pessoas com rugas no pescoço, que está sendo chamado. Para sanar isso, muitas delas estão se submetendo ao “tech neck”, ou “pescoço tecnológico”.  Ou seja, clínicas de estéticas estão oferecendo tratamento com preenchimento para atenuar o problema. “As rugas no pescoço costumam ser motivo de preocupação com o envelhecimento. Agora, com uma geração que usa cada vez mais tecnologia, a posição dos pescoços está fazendo com que essas rugas apareçam precocemente”, explicou Tijion Esho, que atende muitas mulheres atrás de preenchimento com ácido hialurônico no pescoço. Segundo ele, duas sessões são suficientes para atenuar bastante o efeito do uso exagerado de celular.

05 Ago 2018 - 11:00h

Com o objetivo de facilitar a marcação de consultas, a Clínica Mais Vida criou um quadro com os horários de atendimento de cada especialista. Na Clínica Mais Vida você pode marcar exames de laboratório e ultrassom. A clínica funciona de segunda a sábado. Confira o quadro acima e marque a sua consulta através dos telefones (77) 3441-4545 ou (77) 99951-4755. A clínica está localizada na Avenida Otávio Mangabeira, 265.

02 Ago 2018 - 17:30h

Problemas de infraestrutura, condições de higiene precárias e falta de equipamentos básicos são algumas das fragilidades identificadas por conselhos regionais de medicina em estabelecimentos da rede pública de todo o país. O balanço inédito - feito pelos conselhos regionais de medicina e divulgado hoje (2),  em Brasília, pelo Conselho Federal de Medicina - corresponde a visitas que ocorreram entre 2014 e 2017 a 4.664 unidades de saúde, incluindo ambulatórios, centros de atenção psicossocial (CAPs) e, principalmente, postos de saúde, onde funcionam unidades básicas de saúde (UBSs) e equipes de saúde da família (ESFs). De acordo com a Agência Brasil, do total de estabelecimentos visitados durante o período, 24% apresentavam, na data da fiscalização, mais de 50 itens em desconformidade com o estabelecido pelas normas sanitárias. De acordo com o levantamento, em 81 unidades de saúde não havia consultório; em 268, não havia sala de procedimentos/curativos; e 551 não tinham recepção/sala de espera. Em relação à estrutura física de unidades básicas de saúde, 34% dos locais vistoriados não possuíam sanitário adaptado para deficiente; 18% não tinham sala de expurgo/esterilização; 16% não possuíam sala de atendimento de enfermagem; e 13% não dispunham de farmácia ou sala de distribuição de medicamentos.

02 Ago 2018 - 16:30h

A fisioterapia tem uma grande importância, pois é indispensável para a promoção da melhora do quadro clínico de pacientes, dentre das mais diversas áreas: das intervenções cirúrgicas às clinicas de estética, sempre buscando a melhoria da qualidade de vida. A Clínica Mais Vida, que acaba de inaugurar sua filial, amplia seu quadro de especialistas e firma parceria com a fisioterapeuta Lidiane Viana, que passará atender oferecendo sua experiência em fisioterapia convencional e também a sua especialização em terapia manual. Lidiane Viana destaca que a parceria com a Mais Vida irá proporcionar a oportunidade de junto com a clínica trabalhar em prol da melhoria da capacidade funcional das pessoas, sempre destacando a importância do cuidado com a saúde do corpo. “Estou muito feliz em estar fazendo parte do quadro da Clínica Mais Vida, desejando mostrar meu trabalho já realizado há sete anos. Atuamos com a fisioterapia convencional, com especialidade em terapia manual. Esperamos que a parceria perdure, pois temos objetivos em comum com a Mais Vida”, pontuou Lidiane. A falta de observação da postura ao executar simples ações do cotidiano, podem levar a ocorrência de lesões. Alongamentos, exercícios que podem ser realizados em casa, podem ajudar a fortalecer a musculatura. A ajuda de um fisioterapeuta é essencial para o seu bem-estar. Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868.

02 Ago 2018 - 11:30h

A pessoa que sonhar que está fazendo algo brusco e repetir o mesmo gesto enquanto estiver dormindo, pode ter Parkinson em fase inicial. Conhecido como distúrbio comportamental do sono REM, o problema foi vivido pelo ator americano Alan Alda, de 82 anos, conhecido por seu papel na série M * A * S * H. Durante uma entrevista ao CBS This Morning, o ator revelou que um sonho violento, no qual ele agia da mesma maneira enquanto dormia, o levou ao diagnóstico de Parkinson. “Eu sonhava com alguém me atacando e jogando um saco de batatas neles; na realidade, o que eu estava realmente fazendo era jogar um travesseiro na minha esposa”, contou. O distúrbio comportamental do sono REM foi o único sinal da doença apresentado por Alda, que foi diagnosticado com Parkinson há três anos e meio.

01 Ago 2018 - 16:30h

Pesquisadores ingleses e chineses descobriram uma ligação neural entre depressão e problemas de sono, segundo estudo publicado no JAMA Psychiatry. De acordo com especialistas, cerca de 75% dos pacientes deprimidos relatam dificuldade para dormir ou insônia. A equipe envolvida na pesquisa revela que as áreas do cérebro associadas à memória de curto prazo e emoções negativas podem prejudicar o sono dos pacientes, uma vez que os pensamentos pessimistas são um fator relevante para a aparição de distúrbios do sono. Além disso, a privação de sono, causada pela vida moderna, faz aumentar os riscos de desenvolver depressão, evidenciando a extensa ligação entre os problemas. Diante da descoberta, os cientistas acreditam ser possível melhorar a qualidade de sono dos pacientes com depressão e criar possibilidades de tratamento, que visem a tratar ambos os transtornos.

01 Ago 2018 - 15:30h

Um novo estudo internacional revela que o número de mortes causadas por ondas de calor aumentará sem parar nas próximas décadas, caso não sejam tomadas providências de adaptação às mudanças climáticas. Entre os 20 países avaliados na pesquisa, o Brasil está em terceiro nas projeções de aumento das mortes ligadas ao calor. Colômbia e Filipinas estão na frente. O maior aumento será nas regiões tropicais – em especial nas nações de baixa renda -, mas também haverá expressiva elevação de mortes na Austrália, na Europa e nos Estados Unidos. Neste momento, vários países do Hemisfério Norte têm sofrido com fortes ondas de calor. Liderado pela Universidade Monash (Austrália), o estudo foi publicado nesta terça-feira, 31, na revista científica PLOS Medicine. A pesquisa, dizem os cientistas, é a primeira a prever o número de mortes associadas às ondas de calor. Eles esperam que o resultado ajude os tomadores de decisão a planejar estratégias de adaptação e mitigação para mudanças climáticas. Os cientistas desenvolveram um modelo para estimar o número de mortes relacionadas às ondas de calor em 412 cidades de 20 países, de 2031 a 2080. Foi possível projetar o aumento da mortalidade associada às ondas de calor no futuro em diferentes cenários, caracterizados por níveis de emissão de gases de efeito estufa, grau de preparação e estratégias de adaptação e densidade populacional das regiões estudadas.

31 Jul 2018 - 11:30h

As hepatites virais B e C – responsáveis por cerca de 60% dos casos de câncer de fígado – afetam 325 milhões de pessoas no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, dados do novo relatório do Ministério da Saúde mostram que o número no Brasil nunca foi tão alto: 587.821 casos de hepatites virais apenas em 2017. Em 2016, haviam sido 561.058, um aumento de 4,7%). Para este ano, a previsão é de 30.000 novos diagnósticos em relação 2017. Os números são muito preocupantes, especialmente porque a hepatite é uma doença geralmente assintomática, o que dificulta o diagnóstico precoce. Além disso, quanto mais tardiamente acontece o tratamento, maiores são os riscos de desenvolver doenças mais graves, como câncer de fígado e cirrose hepática. Segundo a OMS o número de mortes causadas pelas hepatites virais já ultrapassou as do HIV: cerca de 1.340.000 portadores de HIV morrem anualmente, contra 1.750.000 óbitos em decorrência de complicações de hepatites. Apesar dos avanços da medicina, a hepatite ainda é uma doença de difícil erradicação, pois só existe vacina para dois tipos (A e B). Sem a manifestação dos sintomas, muitos não sabem que estão infectados e tornam-se vetores da doença, Diante deste quadro, a melhor forma de evitar a doença ainda é a prevenção.

31 Jul 2018 - 09:30h

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu nesta segunda-feira a resolução que alterava as regras de cobrança de exames e consultas médicas em planos de coparticipação e franquia. A norma havia sido aprovada em junho e previa que operadoras cobrassem dos segurados até 40% do valor referente aos procedimentos. A medida foi criticada por especialistas e órgãos de defesa do consumidor. Agora, com o texto revogado, voltam a valer as regras atuais, que não preveem qualquer limite para cobrança de coparticipação. A decisão foi tomada por unanimidade durante a reunião da diretoria colegiada da autarquia. A ideia foi proposta pelo diretor de Desenvolvimento Setorial da ANS, Rodrigo Aguiar. Ele ponderou que o objetivo da nova norma era “ampliar as proteções ao consumidor e promover maior bem-estar na sociedade”, mas admitiu que houve uma “desconexão” entre os objetivos do órgão e a recepção da sociedade. As regras que regem a administração pública permitem que órgãos revejam decisões de acordo com “conveniência e oportunidade”.