Achei Sudoeste

BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"

18 Jun 2019 - 14:30h

O câncer de vesícula afeta a vesícula biliar, um órgão pequeno ligado ao lado direito do fígado. Tem em média de 7 a 10 cm de comprimento e é nela que fica armazenada a bile, substância produzida pelo fígado que ajuda a digerir a gordura que consumimos pela alimentação. Quando a vesícula é afetada por alguma condição, problemas intestinais, cólicas e intolerâncias alimentares começam a surgir. Outros sintomas são dores abdominais no lado direito do abdômen, logo abaixo das costelas, inchaço, enjoos e vômitos frequentes, peles e olhos amarelados, perda de peso, falta de apetite e febre. Os exames de imagem são extremamente úteis na determinação da doença e estágios, possibilitando um diagnóstico preciso e o estadiamento da doença. No caso do câncer de vesícula biliar o exame é ainda mais importante por ser essa doença bastante silenciosa e de difícil diagnóstico. Assim como na maioria dos cânceres a chance de cura total é maior quando menos avançado o estágio. A prevenção é fundamental, cuide de sua saúde, visite o médico regularmente. Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868.

18 Jun 2019 - 11:30h

Uma adolescente de 16 anos morreu de dengue, no norte da Bahia. A garota era da cidade de Presidente Dutra e estava internada em Irecê. Ela faleceu um dia após dar entrada no Hospital Regional Dr. Mário Dourado Sobrinho. Thalia Ferreira Silva reclamava de dores abdominais quando foi internada no dia 10 de junho. Amostras do sangue da adolescente foram enviadas para o Laboratório Central (Lacen), em Salvador, onde foram analisadas. De acordo com o Núcleo Regional de Saúde que atende a região de Irecê, o resultado confirmando a doença saiu nesta segunda-feira (17). O exame que indica o tipo de dengue deverá ter resultado divulgado nos próximos dias. A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) registrou entre dezembro do ano passado e junho deste ano 15 mortes por dengue confirmadas e outras 11 suspeitas, que estão sob investigação. Durante o período, foram 33.487 mil notificações de prováveis casos de dengue no estado. No mesmo período de 2018, foram pouco menos de 6 mil casos notificados.

18 Jun 2019 - 07:30h

Um projeto de lei complementar, em tramitação no Congresso Nacional, pretende classificar as despesas de saneamento básico como obrigatórias no âmbito da saúde. Com a medida, o repasse dos recursos federais seria feito por meio do orçamento do Ministério da Saúde. De acordo com a Agência do Rádio, atualmente, a transferência de verbas a estados e municípios é facultativa e está sob responsabilidade do Ministério do Desenvolvimento Regional, ainda que a legislação brasileira considere o saneamento uma questão de saúde pública. O PLP 133/2019, de autoria do deputado Otto Alencar Filho (PSD-BA), muda a Lei Complementar nº 141, de 2012, e tem como objetivo universalizar os serviços de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto, por meio das companhias locais de saneamento. Se a lei for alterada, esses investimentos passarão a ser obrigatórios e deverão ser necessariamente pagos, como ocorre com o pagamento de servidores públicos, por exemplo. Além disso, o texto considera o tratamento de água potável e coleta de esgoto como ações de serviços públicos de saúde.

17 Jun 2019 - 14:30h

A cidade de Brumado receberá nos próximos dias o Laboratório Exame, especializado em Análises Clínicas. No município, a unidade terá como bioquímico o experiente e competente Leonardo Borborema Neto. O objetivo é oferecer um atendimento humanizado e personalizado, proporcionando maior satisfação aos clientes e colaboradores. O laboratório irá dispôr de equipamentos de alta tecnologia para realização de exames de qualidade, com resultados confiáveis e seguros para um diagnóstico preciso e rápido a serviço da vida da população de Brumado e região. A missão é realizar exames laboratoriais com excelência e qualidade, atender com humanização, sustentabilidade e responsabilidade social, com uma visão de ser reconhecido como um laboratório de referência e manter a credibilidade junto à sociedade. O valor será em total compromisso com a vida; confiabilidade; melhoria contínua; ética e humanização. Em breve, maiores informações sobre a unidade do Laboratório Exame, em Brumado.

17 Jun 2019 - 10:30h

Uma menina de apenas cinco anos morreu após tomar uma medicação na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Quietude em Praia Grande, no litoral de São Paulo, na última sexta-feira (14). A família acusa os médicos de negligência. A Secretaria de Saúde Pública da cidade informou que o atendimento transcorreu 'dentro dos padrões e diretrizes determinados pelos órgãos de Saúde'. Jefferson Silvério de Lima tem 28 anos e é pai da menina Gabrielly. De acordo com o G1, ele conta que a filha começou a ter febre na noite de quinta-feira (13) e foi levada, pela mãe da criança, a UPA Quietude pela manhã. “Ela estava com uma febre leve, mas minha esposa decidiu levar para a UPA. Eles fizeram exame de sangue nela e o médico suspeitou de dengue. Depois, ele aplicou uma injeção que, para a gente, eles falaram que foi Dramin”, relembra. Gabrielly recebeu alta após a injeção e foi para casa. Poucas horas depois, a menina voltou a passar mal. “Ela não quis comer, pediu só um copo de água. Em seguida, a minha filha paralisou, ficou desacordada, não ouvia a minha mulher. Foi um desespero”. A mãe de Gabrielly novamente levou a menina para a UPA Quietude. Na unidade, a menina foi prontamente atendida, mas teve duas paradas cardiorrespiratórias e não resistiu. “Recebi a notícia por telefone, minha esposa me ligou. Fui correndo para UPA e, quando vimos o corpinho dela, estava cheio de bolinhas vermelhas. Não sei o que pode ter acontecido”. O pai explica que a menina nunca teve alergia a nenhum tipo de medicamento e a família desconfia que a injeção que deram em Gabrielly era algo incompatível com a doença da menina. “Se fosse dengue, por exemplo, tem alguns remédios que não pode dar, né? Estamos tristes demais, era uma menina sempre alegre, não era de ficar doente. Estava sempre correndo, brincando. É muita tristeza”, lamenta. O corpo da menina foi levado para um hospital em Santos para que seja feita a autópsia para descobrir a causa da morte. A previsão é que seja liberado nos próximos dias.

16 Jun 2019 - 10:40h

Com o objetivo de facilitar a marcação de consultas, a Clínica Mais Vida criou um quadro com as datas de atendimento dos especialistas e procedimentos. A clínica funciona de segunda a sábado. Confira o quadro acima e marque a sua consulta através dos telefones (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868. A nossa matriz está localizada na Avenida Otávio Mangabeira, 265, e nossa filial na Rua Coronel Paulino Chaves, 160.

16 Jun 2019 - 10:30h

O número de casos prováveis de dengue na Bahia registrou um crescimento de 460,6% nos primeiros cinco meses deste ano na comparação com o mesmo período de 2018, conforme dados da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Ao Bahia Notícias, a pasta informou que entre 30 de dezembro de 2018 e 1º de junho de 2019 foram notificados 33.487 casos prováveis da doença transmitida pelo Aedes aegypti no estado. Enquanto no mesmo período de 2018, este número foi de 5.973 casos prováveis. A Sesab informou ainda que o agravo do número de casos foi registrado por 327 cidades baianas. Os próprios municípios encaminharam à Sesab notificações informando o aumento no número. Em relação aos casos de morte em decorrência da dengue na Bahia neste ano, o número chegou a 14, sendo sete em Feira de Santana, um em Candeias, um em Rafael Jambeiro, dois em Salvador, um em Saubara, um em Jacobina e um em Paripiranga. Todos esses casos foram confirmados por critério laboratorial, segundo a Sesab, que ainda informou que existem 11 outros óbitos registrados/ notificados sob investigação. As notificações não especificam se o caso de dengue evoluiu para o tipo hemorrágica, mais grave. Em cenário nacional o número também cresceu. O total de mortes decorrentes da dengue em todo o Brasil neste ano é quase três vezes maior do no mesmo período de 2018, conforme o boletim mais recente do Ministério da Saúde, do dia 5 de junho. O documento informa que as mortes por dengue confirmadas até 27 de maio eram 295. No mesmo momento do ano passado, o país havia registrado 99 mortes pela doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

16 Jun 2019 - 10:25h

A ultrassonografia mais fofa que você verá hoje foi feita em uma maternidade de Rio Branco, no Acre. Nela, uma bebê, que vai se chamar Maria Valentina, aparece fazendo um coração com as mãos. A mãe, Ludmila Pereira, fez o exame para acompanhar a gravidez na última quinta-feira (13). Ela está no 7º mês de gestação. Ela e o pai da bebê, Francisco Manueres, se surpreenderam com a imagem.  “Essa é um ultrassom em 3D, que um médico me presenteou. Ele que tirou a foto pelo celular, percebeu e tirou. Como tinha ganhado, ele não imprimiu, ficou só laudo. Foi muito rápido porque ela estava se mexendo muito”, disse a mãe ao G1. Segundo Ludmila, o médico explicou que o gesto foi um reflexo da filha à forte luz do aparelho e que causou sensibilidade no bebê, fazendo que ela levantasse as mãos para cobrir o rosto.

14 Jun 2019 - 11:30h

O número de casos confirmados de morte por gripe no Brasil somente neste ano chegou a 199 de acordo com o balanço mais recente do Ministério da Saúde. A maior parte delas (74,4%) foi provocada pelo vírus H1N1. Em comparação com o mesmo período de 2018 o número total de mortes é menor. No ano passado, até esta data a gripe havia matado 335 pessoas. No entanto, o número de casos de H1N1 apresentou crescimento. Em 2018, este vírus estava relacionado com 65% das mortes até a Semana Epidemiológica 21. Neste ano, o aumento foi de quase 10 pontos percentuais.

13 Jun 2019 - 16:30h

A vida está mesmo muito corrida, desta forma, a falta de tempo tem feito com que as mulheres acabem deixando de lado os cuidados com a saúde e o bem-estar. A prevenção ginecológica e essencial para que as mulheres tenham uma vida saudável e não tenham que conviver com possíveis doenças que advenham dessa falta de tempo ou até mesmo da falta de informação. Sérgio Luiz Pinto Rodrigues, ginecologista e obstetra, que atende na Clínica Mais Vida chama a atenção para a necessidade dos exames ginecológicos e esclarece que a prevenção não é mais nada que fazer um precocemente acompanhamentos médicos, ir regularmente ao médico e ter o hábito de uma alimentação saudável. Destaca que as mulheres devem realizar os exames de Papanicolau, ultrassonografia pélvica transvaginal e as que já se encontram com idade a partir de 40 anos a mamografia. Sérgio explica que entre as doenças ginecológicas que mais afetam as mulheres estão o corrimento genital, doenças sexualmente transmissíveis, distúrbios da menstruação, incontinência e infecções urinárias, câncer de mama e de colo uterino, porém todas possuem métodos de prevenção e tratamento. Portanto, não deixe de procurar o ginecologista periodicamente. A prevenção sempre é o melhor remédio. Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868.

13 Jun 2019 - 09:30h

A pericoronarite é um processo inflamatório que aparece nos tecidos gengivais ao redor da coroa de um dente parcialmente erupcionado (quando ainda está nascendo). Manifestando-se principalmente na adolescência, em adultos jovens, e quase sempre relacionado ao terceiro molar inferior, os famosos “dentes sisos”, que dificultam a higienização da região posterior destes dentes. A reação inflamatória surge frequentemente quando restos de alimentos e bactérias estão presentes abaixo do tecido gengival que recobre a coroa, associado a uma má higienização dental. A área afetada da pericoronarite, apresenta-se com eritema (vermelhidão), edema (inchaço) e dor local, halitose (mau hálito), dificuldade de engolir alimentos e febre. Sendo que, em alguns casos, também pode causar trismo (condição que dificulta o movimento de abrir a boca). Se suas gengivas estão inchadas, vermelhas, com dor ou mostram outros sinais e sintomas de pericoronarite, consulte um dentista o quanto antes.
Quanto mais cedo você procurar ajuda, melhores as chances de reverter danos permanentes causados por tal doença.

 

11 Jun 2019 - 08:30h

O aumento da expectativa de vida passou a dar ao geriatra uma importância cada vez maior. A população idosa vem aumentando muito e o médico geriatra é o profissional qualificado em atender esse público. Dentro dessa realidade a Clínica Mais Vida, sempre buscando oferecer uma maior variedade de especialistas para atender a necessidade da população firmou parceria com o geriatra Rafael Correia. Esse especialista é capaz de diferenciar as mudanças anatômicas, funcionais e psicológicas próprias do processo natural de envelhecimento e das alterações decorrentes de doenças nessa fase da vida. Enquanto a grande maioria das especialidades médicas se dedica a um órgão ou sistema, a geriatria se dedica ao indivíduo como um todo. Diversas modificações acontecem durante o envelhecimento, e estas alterações são de início precoce. Embora sempre haja o que se fazer para melhorar a qualidade de vida de um idoso, existem idosos que envelheceram bem e idosos que envelheceram mal. Dentro de sua especialidade Rafael frisa que os idosos não necessitam somente de cuidados com medicamentos, mas também atenção, valorização e orientação, sendo necessário a sua inclusão através de políticas públicas com espaços culturais, áreas para práticas esportivas, que devem ser realizadas pelo menos três vezes na semana para se obter uma melhor qualidade de vida, sempre atentando para o biotipo de cada indivíduo. Escolher que tipo de idoso queremos ser é privilégio de quem é jovem e está disposto a planejar o seu envelhecimento. Portanto, a prática de hábitos saudáveis é fundamental quando jovens e imprescindível na fase adulta para um envelhecimento com saúde. Rafael Correia destaca que sua parceria com a Clínica Mais Vida oferecerá a Brumado e região mais uma importante especialidade, sempre visando a saúde e o bem-estar da população “qualidade de vida”. Agende sua consulta. A prevenção é a melhor forma de cuidar da sua saúde! Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868.

10 Jun 2019 - 15:30h

O Ministério da Saúde teve de encomendar emergencialmente 1,2 mil doses de vacina para tratamento contra difteria de um laboratório internacional, por causa de problemas na produção do insumo pelo Instituto Butantã, único fabricante nacional. A baixa nos estoques do soro vem no momento em que a Venezuela vive um surto da doença e o Brasil registra, nos últimos três anos, sucessivas quedas nos índices de cobertura vacinal. Desde o fim da década de 1990, a doença bacteriana que afeta principalmente amígdalas, faringe, laringe e nariz, podendo causar dificuldade de respirar, não exigiu alerta. Nos últimos cinco anos, por exemplo, foram apenas 32 casos no País. De acordo com o Tribuna da Bahia, a ameaça voltou em 2016, quando a crise na Venezuela se intensificou e fez doenças controladas reaparecerem. Depois disso, o país vizinho já registrou 1.688 casos e 284 mortes pela doença. Ao mesmo tempo, no Brasil, o índice de cobertura da vacina DTP, que protege contra difteria, tétano e coqueluche, caiu de 95% para 80%. Só com 12 frascos no estoque, o Ministério da Saúde iniciou o processo de compra das 1,2 mil ampolas por meio de uma parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), que intermediou a compra com o fabricante internacional. Mas as ampolas só devem chegar ao País no segundo semestre.

10 Jun 2019 - 11:30h

O Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas do mundo: 18,6 milhões de brasileiros – ou seja, 9,3% da população – convivem com o transtorno, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O relatório, publicado em março, indica que a ansiedade é a segunda condição mental, depois da depressão, com maior incidência de incapacidade na maioria dos países analisados. A entidade ainda revelou que o Brasil também ocupa o topo do ranking quando o assunto é o tempo de convivência com a incapacidade provocada por transtornos psicológicos. Aliás, essa não é a primeira vez que ocupamos a primeira posição: no relatório de 2017, o Brasil já tinha recebido o título de “país mais ansioso do mundo”. De acordo com a Veja, o novo estudo, que avaliou as consequências dos transtornos mentais nas Américas, revelou ainda que não é apenas o brasileiro que sofre com os transtornos de ansiedade. O Paraguai, por exemplo, foi eleito recentemente um dos países com maior índice de felicidade do mundo; no entanto, ele ocupa o segundo lugar na lista de países mais ansiosos da OMS, seguido por Chile, Argentina e Colômbia. Entre todos os países das Américas, Canadá e México são as nações que apresentam os menores índices de ansiedade. De acordo com a OMS, fazem parte do espectro dos transtornos de ansiedade, as fobias, o transtorno obsessivo compulsivo (TOC) e os ataques de pânico. Todas essas condições podem ser tratadas através de terapia e/ou medicação. Apesar disso, ainda existe um tabu em relação ao tratamento, especialmente quanto ao uso de remédios.

10 Jun 2019 - 10:30h

Clamídia, gonorreia, sífilis e tricomoníase. Essas são as doenças sexualmente transmissíveis mais comuns, afetando uma em cada 25 pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A entidade destacou que surgem mais de um milhão de novos casos diariamente. Por ano, este número chega a 376 milhões. A faixa etária mais afetada por esse tipo de infecção está entre 15 e 49 anos. A OMS ainda alertou que um único indivíduo pode estar infectado por mais de uma DST ao mesmo tempo ou contrair várias ao longo do ano. De acordo com a OMS, o motivo para números tão altos é a negligência no uso da camisinha, que deveria ser utilizada em todas as relações sexuais, especialmente com parceiros encontrados através de aplicativos de namoro ou em bares e baladas. A falta do preservativo acontece porque o progresso da medicina na questão de tratamentos de infecções graves, como HIV, levam às pessoas a pensarem que, se não estão em risco de vida, não há necessidade de prevenção. No entanto, essas DSTs podem trazer inúmeras consequências para a saúdem como infertilidade, natimortos, gravidez ectópica e aumento do risco de HIV. Segundo a Veja, além disso, os microrganismos que provocam estas doenças estão cada vez mais resistentes aos tratamentos. No ano passado, por exemplo, foram registrados alguns casos de ‘super gonorreia’ no Reino Unido e na Austrália. “Com um aumento dos casos, podemos esperar que formas da gonorreia resistentes à medicação se tornem mais comuns em todo o mundo”, afirmou Tim Jinks, da Wellcome, uma organização de caridade no Reino Unido, à CNN. Por causa disso, especialistas ressaltam a importância de promover a educação sexual e o uso de preservativos, melhorar a vigilância de DSTs e desenvolver formas de diagnóstico e tratamento mais eficazes.

09 Jun 2019 - 11:00h

Com o objetivo de facilitar a marcação de consultas, a Clínica Mais Vida criou um quadro com as datas de atendimento dos especialistas e procedimentos. A clínica funciona de segunda a sábado. Confira o quadro acima e marque a sua consulta através dos telefones (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868. A nossa matriz está localizada na Avenida Otávio Mangabeira, 265, e nossa filial na Rua Coronel Paulino Chaves, 160.

07 Jun 2019 - 16:30h

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou nesta sexta-feira (7) a suspensão da venda de 51 planos de saúde de 11 operadoras, a partir do dia 14 de junho, em função de reclamações recebidas de consumidores. Os planos atingidos pela suspensão atendem atualmente cerca de 600 mil beneficiários, que continuarão a ter assistência regular garantida, segundo a agência. De acordo como G1, a medida é temporária e um resultado do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, realizado a cada três meses pela ANS. Os planos suspensos só poderão voltar a ser comercializados quando forem comprovadas melhorias. As principais reclamações no 1º trimestre envolvem cobertura assistencial e autorizações, reembolso, prazo máximo de atendimento e rede de atendimento. Entre 1º de janeiro e 31 de março do ano passado, foram registradas 19.411 reclamações nos canais de atendimento da ANS. Dessas, 18.789 foram consideradas para análise pelo Programa de Monitoramento. Segundo a agência, 93,56% das queixas foram resolvidas pela mediação feita pela ANS. Paralelamente à suspensão anunciada nesta sexta, a agência liberou a comercialização de 27 planos de saúde de 10 operadoras que haviam sido suspensos em ciclos anteriores.

06 Jun 2019 - 16:25h

Os exames laboratoriais são de extrema importância na atividade clínica. A correta avaliação auxilia no reconhecimento das disfunções. Sua principal função é de prevenção mas muitas vezes ele serve para tratar, diagnosticare coletar dados epidemiológicos, desta forma prevenindo e diagnosticando o paciente de doenças e estabelecendo muitas vezes o tratamento a ser seguido pelo médico pois quando bem realizados colaboram bastante no diagnóstico de várias patologias. Infelizmente não é comum aos brasileiros realizarem exames preventivos, sendo que é extremamente importante para detectar e tratar doenças em estágio inicial. O Check-Up consiste na realização de exames laboratoriais de rotina para avaliar a saúde. Portanto, faça a diferença. Realize exames laboratoriais após sua consulta médica conforme solicitação, ou, para saber como anda sua saúde. A prevenção é o melhor caminho para uma vida saudável. Faça seus exames na Clínica Mais Vida. Para maiores informações, ligue: (77) 3441-4545 / (77) 99951-4755 / (77) 99180-9496 / (77) 3441-4500 / (77) 99989-6868.

06 Jun 2019 - 11:30h

A FDA, agência que regulamenta a aprovação de medicamentos nos Estados Unidos, autorizou no dia 24 de maio a venda do remédio mais caro do mundo: 2,125 milhões de dólares, o equivalente a 9 milhões de reais. Trata-se do Zolgensma, desenvolvido pela AveXis (adquirida no ano passado pelo grupo Novartis), primeira terapia gênica no mundo indicada para o tratamento de atrofia muscular espinhal (AME), uma doença neurodegenerativa rara e sem cura que, sem tratamento, pode levar a criança à morte ou à dependência de respirador artificial antes dos 2 anos de idade. De acordo com a Veja, existem três tipos de AME – estima-se que um em cada 10.000 nascidos tenham a doença e há cerca de 8.000 casos no Brasil. A AME é causada pela ausência ou defeito no gene que produz SMN, uma proteína que “protege” os neurônios motores – justamente os responsáveis por levar o impulso nervoso da coluna vertebral para os músculos. Sem essa proteína, os neurônios morrem e os impulsos não chegam, o que provoca uma perda progressiva da função muscular e as consequentes atrofia e paralisação dos músculos, afetando a respiração, a deglutição, a fala e a capacidade de andar. No caso da AME tipo 1 – considerada a mais grave -, a expectativa de vida não ultrapassa os 2 anos. O ineditismo do medicamento da Novartis se justifica porque, por ser uma terapia gênica, ele fornece uma cópia funcional do gene SMN humano para deter a progressão da doença através da expressão contínua da proteína SMN. A medicação é administrada em uma única infusão intravenosa, criada para manter os efeitos a longo prazo.

05 Jun 2019 - 17:30h

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a comercialização da primeira insulina inalável do Brasil. O medicamento, batizado de Afrezza, virá na forma de pó, em cartuchos com três tipos de dosagem, e poderá ser usado tanto para o diabetes tipo 1 quanto para o tipo 2. Para utilização, o paciente diabético deve encaixar o cartucho no inalador e aspirar o pó. A substância chega ao pulmão e é absorvida pela corrente sanguínea, onde cumpre a função de reduzir os níveis de açúcar no sangue. De acordo com a Veja, ao contrário da insulina injetável, até então a única versão disponível no Brasil, a Afrezza não exige refrigeração, o que facilita o transporte e armazenamento, além de reduzir o número de aplicações diárias, garantindo melhor qualidade de vida ao paciente. Apesar disso, especialistas ressaltam que a medicação tem limitações, incluindo a pouca variedade de dosagens, a contraindicação para pacientes com problemas pulmonares e menores de 18 anos, além de não ser capaz de substituir todas as aplicações diárias do medicamento. De acordo com a Biomm, empresa responsável pela fabricação e distribuição do produto no Brasil, a insulina inalável deve estar disponível para compra a partir do quarto trimestre do ano, dependendo do processo de registro de preços pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED). O valor do produto ainda não está definido, mas nos Estados Unidos, onde já é comercializado desde 2015, a menor dose (quatro unidades) custa 3,80 dólares (cerca de 14,80 reais). Já o kit mensal custa entre 150 e 400 dólares (580 e 1.550 reais).