Novas provas: Amante pode ter motivado morte de Mc Daleste

26 Ago 2016 - 12:30h

Dois meses após o encerramento da investigação policial sobre o assassinato do funkeiro Daniel Pellegrine, o MC Daleste, o Ministério Público pediu a reabertura do caso. O cantor foi morto com um tiro na barriga durante um show em Campinas, no interior de São Paulo, em julho de 2013. De acordo com o R7, o pedido de reabertura foi feito com base em novas provas. Conversas gravadas que chegaram de forma anônima até a advogada do caso sugerem que integrantes da equipe do cantor conheciam o real motivo do crime. Quinze áudios foram entregues ao MP e o homem que faz as revelações teve a identidade preservada. Nas gravações, foi suprimida a fala de um dos interlocutores. O homem contou que, no dia do crime, Marcelo e Rodrigo, cunhado e irmão de Da Leste, respectivamente, disseram durante discussão que o motivo do assassinato teria sido uma mulher.  Uma das declarações mais graves indica que o irmão e o cunhado do cantor sabiam de tudo e ocultaram a informação intencionalmente para proteger seus respectivos casamentos. Em uma das gravações, o homem diz que a suposta amante do Da Leste teria tentado avisar que o crime aconteceria naquela noite.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias