Câmara de Brumado aguarda decisão judicial quanto à comissão que apura denúncias contra o prefeito

28 Set 2020 - 00:00h

O Ministério Público (MP)opinou pela concessão da segurança pretendida pelo prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB) quanto à anulação da comissão constituída pelo Decreto Legislativo nº 002/2020 por conta do processo de cassação do gestor (veja aqui). Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o presidente da Câmara de Vereadores de Brumado, Leonardo Quinteiro Vasconcelos (DEM), explicou que o órgão não está cancelando a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), apenas conduzindo à realização de um novo sorteio para formação da comissão processante. “Vamos esperar a decisão do juiz para tomarmos as devidas providências. A comissão continuará praticando os seus atos. Decisão judicial não se discute, se cumpre”, afirmou. O presidente do Legislativo voltou a dizer que não possui nenhuma ingerência com relação ao andamento da CPI. “Os três parlamentares que formam a comissão são os únicos responsáveis pela apuração da CPI”, reforçou. 

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

mais notícias