Chapada Diamantina: Família desenterra criança após 'revelação' de pastor de que estaria viva

26 Mar 2021 - 15:30h

O caso envolvendo uma criança de um ano e 10 meses provocou comoção entre os moradores da comunidade de Colônia, na cidade de Itaetê, na Chapada Diamantina. Tudo começou quando a criança foi levada ao Hospital Municipal da cidade e foi declarada morta pelo médico plantonista. Entretanto, após o enterro, um pastor evangélico, conhecido da família, informou que teve uma 'visão' de que a criança estaria viva, o que levou os pais a desenterrarem-na e perceberem o que seriam sinais vitais, como piscar de olhos e movimento das mãos. De acordo com o jornal A Tarde, na madrugada desta quinta-feira, 25, os pais procuraram a unidade hospitalar após a menina ter passado mal, e teriam sido informados pelo médico de plantão que ela teve uma crise convulsiva, resultado no óbito. Após o velório e enterro, no entanto, o pastor da igreja que a família faz parte teria ligado e informado que teve uma visão de que a menina estaria viva. A família acreditou e desenterrou o caixão da criança. Conforme moradores da cidade, a criança teria sido desenterrada sem sinais vitais, mas o corpo ainda estava quente e ela teria apertado a mão de alguém pouco tempo depois.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias