Morre, aos 58 anos, Daniel Simurro, pioneiro do jornalismo online em Brumado

21 Set 2021 - 08:35h

A imprensa brumadense e regional está em luto, pois morreu, na madrugada desta terça-feira (21), no dia do radialista, o comunicador e jornalista Daniel Machado Simurro, de 58 anos. De descendência ítalo-brasileiro (pai italiano e mãe brasileira), paulistano de nascimento e brumadense por opção, Simurro chegou em Brumado em meados da década de 1990, onde se estabeleceu, ganhando notoriedade no comando de um programa gospel transmitido pela Rádio Alternativa FM. Depois migrou para o jornalismo, área em que teve papel fundamental no início da mídia online local, dando os primeiros dedilhados no pinga-fogo da política, na época, na Brumado Net. Isso no período em que a internet ainda buscava a sua popularidade, antes mesmo do surgimento dos notebooks e outras mídias e aplicativos da atualidade. O jornalista também já atuou no site Achei Brumado, que hoje é Achei Sudoeste. Também foi um dos primeiros a encabeçar o projeto de lançamento de uma TV web na cidade, tendo atuado na produção de vários vídeos com reportagens diversas enquanto atuou na rede de comunicação da emissora Alternativa FM. Daniel teve passagem por vários outros veículos de comunicação em Brumado, e também fez assessoria de comunicação para os governos de Edmundo Pereira Santos e Eduardo Lima Vasconcelos, bem como, em algumas ocasiões, para a Câmara de Vereadores. Muito centrado, Machado tinha facilidade na redação das matérias que polemizavam os bastidores da política local, que também trazia um pouco de irreverência e sarcasmo, o que lhe atraia, além de admiração, alguns desafetos momentâneos. Daniel também foi escritor correspondente de vários outros veículos de comunicação da região. Em 2019, sob indicação do então presidente da casa legislativa, Leonardo Quinteiro Vasconcelos (DEM), ele recebeu o título de Cidadão Brumadense, principal condecoração concedida pela Câmara de Vereadores a imigrantes que escolhem e contribuem com o progresso da nossa cidade (veja aqui). No início da tarde da última segunda-feira (20), ele sofreu um mal súbito, tendo sido socorrido por vizinhos após ter gritado por socorro. Na ocasião, ele estava com sua mãe, uma idosa de 90 anos, portadora de Alzheimer. Deu entrada no Hospital Professor Magalhães Neto ainda consciente, porém seu quadro clínico se agravou e precisou ser intubado. Os médicos descobriram que Simurro sofreu um aneurisma da aorta (dilatação da principal artéria do corpo, responsável pela condução do sangue bombardeado pelo coração), não resistiu e veio a óbito às 4h desta terça-feira (21). Simurro deixa 4 filhos. A equipe do site Achei Sudoeste lamenta e presta condolências à família diante de tamanha fatalidade. O velório acontece na Câmara de Vereadores, e o sepultamento está marcado para às 16h no Cemitério Jardim Santa Inês. 

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário