Professores da UFBA continuam em greve

30 Jun 2015 - 15:30h

Os professores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) decidiram manter a greve, que já dura um mês. A última proposta, feita pelo governo, foi discutida em assembleia nesta segunda-feira (29). De acordo com o jornal Tribuna da Bahia, todos os 137 professores presentes aprovaram a continuidade da paralisação. O governo apresentou uma proposta de reajuste, na última quinta-feira (25), de 21,3% dividido em quatro parcelas. A primeira de 5,5%, para 1° de janeiro de 2016; a segunda, de 5%, para 1° de janeiro de 2017; a terceira, de 4, 75%, para 1° de janeiro de 2018 e a quarta, de 4,5%, para 1° de janeiro de 2019. De acordo com informações do Sindicato dos Professores das Instituições Federais do Ensino Superior da Bahia, a proposta foi considerada “abaixo expectativa”. Uma nova assembleia acontece no dia 9 de julho.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias