Após clamor popular, Câmara de Vereadores pode votar projeto com adequações na zona azul em Brumado

30 Ago 2019 - 00:00h

Um projeto de lei que modifica a lei que instituiu a zona azul no município de Brumado está sendo elaborado pela Câmara de Vereadores para ser submetido ao plenário. De acordo com o projeto, os logradouros residenciais deixarão de fazer parte da área de zoneamento. Apenas as referidas ruas do eixo comercial serão passivas de cobrança: Avenida Doutor Antônio Mourão Guimarães, Rua Coronel Tibério Meira, Rua Exupério Pinheiro Canguçu, Rua Euclides da Cunha, Praça Capitão Francisco de Sousa Meira, Praça Armindo Azevedo e Rua Marcolino Moura. Além disso, haverá um tempo de tolerância de 15 minutos para início da cobrança pelo uso da vaga. Objetivando a ocupação e rotatividade do sistema, o prazo máximo de estacionamento na mesma vaga será de 4 horas. A proposta prevê ainda que a lavratura de ato de infração só poderá ser feita por autoridade de trânsito, sendo vedado aos monitores a aplicação de multa de trânsito. O projeto de lei será assinado por todos os vereadores do município com a finalidade de propor uma solução para os prejuízos que a área azul causou para a população e à classe comerciária. O projeto de lei foi formulado com as referidas adequações após grande clamor popular gerado em razão da insatisfação com a forma como a zona azul foi implantada no município. Nesta sexta-feira (30), representantes do movimento #VamosMudaraZonaAzul, liderados pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), marcará presença na sessão da Câmara Municipal justamente para cobrar as adequações na área.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias