Brumado: Prefeito vai acatar decisão do TCM, porém vai recorrer e diz que está confiante em reverter o resultado

29 Abr 2020 - 15:00h

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) suspendeu, por sete votos a zero, o uso dos recursos do Fundeb conforme a Prefeitura Municipal de Brumado vem utilizando, fora da esfera da educação. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB) disse que os precatórios do fundo são uma verba indenizatória de recursos que o Município já gastou e que o valor está sendo aplicado com objetividade e racionalidade, nos acessos às escolas. Estas, por sua vez, são as melhores da Bahia, em sua avaliação.  Além disso, segundo ele, a Administração já possui a sentença de um juiz federal a seu favor. “Evidentemente que a gente procura acatar e ouvir o TCM. Vamos esclarecer e essa vai ser mais uma tempestade em copo d’água. Eles não vão jamais convencer o povo de Brumado a eleger gente daquele tipo. O povo quer quem trabalha com honestidade e transparência. Como eles não podem ganhar no voto e na urna, eles fazem esse tipo de coisa, tentando vender uma imagem distorcida dos fatos”, afirmou, se referindo ao grupo político contrário a sua gestão. O prefeito ainda criticou o grupo que hoje comanda a Câmara de Vereadores, o qual, conforme acusou, está atacando a administração em várias frentes na tentativa de minimizar as condições do município. “É uma função eleitoreira, mesquinha”, concluiu. Por fim, o prefeito assegurou que irá recorrer da decisão e que vai vencer mais uma vez.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias