'O estado nos deixou sozinhos', diz prefeito de Urandi, que registra 79 casos e 02 óbitos do novo coronavírus

04 Jun 2020 - 12:00h

Em meio há 79 casos da Covid-19, a cidade de Urandi, a 205 km de Brumado, já registrou dois óbitos decorrentes da doença: uma mulher de 72 anos, cardiopata, e um idoso que já havia sofrido um AVC. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o prefeito Dorival Barbosa do Carmo (PP), informou que, somente dez dias após o município confirmar o primeiro caso da doença, o secretário de saúde do estado entrou em contato com a Administração. “Já tínhamos 42 casos confirmados e, só 10 dias depois, é que ele me deu um telefonema. O Estado enviou EPIs. Acredito que não em quantidade suficiente, mas mandou”, relatou. Apesar da iniciativa do Governo do Estado, Dr. Dorival afirmou que o Município está atuando sozinho no combate à doença, inclusive com a implantação do toque de recolher. Para ele, o Estado deveria montar barreiras sanitárias na divisa com Minas Gerais a fim de proteger a toda região, ceder profissionais habilitados para lidar com a doença, bem como definir outras estratégias para o enfrentamento à pandemia, auxiliando o Município nesse trabalho. “Somos uma federação, mas os municípios estão atuando por conta própria. Temos tentado manter contato com a secretaria estadual de saúde, mas tenho me sentido sozinho aqui no município. O secretário não responde as minhas mensagens. Queremos a presença e o apoio técnico e logístico do Estado. Não temos estrutura para conter a propagação do vírus”, cobrou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias