Câmara de Brumado poderá aprovar retorno dos 180 dias da Licença Maternidade

13 Jul 2020 - 15:30h

Hoje (13) é um dia de decisão na Câmara Municipal de Brumado. Os vereadores decidem hoje, em segunda e última votação, o retorno do direito a Licença Maternidade de 180 dias às servidoras públicas municipais, resultado de intensa mobilização do pré-candidato a prefeito Fabrício Abrantes (DEM), Move Mulher e da sociedade brumadense. Na primeira votação o Projeto de Lei foi aprovado quase que em unanimidade, tendo o vereador Zé Carlos de Jonas (PSB) sido o único a votar contra o projeto que beneficia as mulheres. Com a primeira votação, um passo importante foi dado e hoje, as servidoras públicas municipais e a população em geral contam, outra vez, com a sensibilidade dos parlamentares para que o direito de licença maternidade de 180 dias, conquistado à duras penas, retorne, após ter sido retirado em atitude regressista do prefeito municipal Eduardo Vasconcelos, no ano de 2017. “São três anos de retrocesso e estamos buscando, juntamente com as mulheres, entidades sociais e os nobres vereadores, que esta injustiça seja desfeita e que nossas servidoras, mulheres, submetidas a uma jornada dupla de trabalho, possam exercer o papel de mãe nos primeiros seis meses da criança com a presença integral. Esta é uma questão de humanidade”, afirma Abrantes.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias