Eleições 2020: Justiça Eleitoral nega retirada de vídeos das redes sociais de Fabrício Abrantes em Brumado

01 Set 2020 - 14:00h

Acionado judicialmente pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), legenda do prefeito Eduardo ima Vasconcelos, de Brumado, o pré-candidato a prefeito Fabrício Abrantes (DEM) respondeu a peça atribuindo a uma postura típica de regimes autoritários. A representação pede a retirada de vídeos que criticam o governo das redes sociais de Fabrício. “Depois de 16 anos no poder Eduardo acha que é o dono da cidade. Mas não é bem assim. Recentemente ele ingressou com uma ação na justiça eleitoral pedindo que vídeos que denunciam irregularidades e problemas em Brumado fossem retirados das nossas redes sociais. Mas a justiça está sendo feita. Os vídeos foram mantidos por serem verdadeiros e por contarem de maneira nua e crua o que o povo de Brumado vivencia todos os dias na zona rural e na sede”, disse. Abrantes critica a postura do partido que na sua avaliação tenta censurar a pré-campanha. “O tempo da ditadura e do autoritarismo já passou. E com a vontade de mudança que o povo de Brumado mostra nas ruas, o tempo do seu governo Eduardo, também já tá passando. Vamos continuar fazendo uma campanha que fala a verdade e que coloca o povo de Brumado em primeiro lugar. Vamos continuar denunciando os vícios e os problemas da sua administração, mas também apresentando propostas e ideias para mudar a vida de quem mais precisa. E não adianta tentar nos calar, porque a nossa voz está cada vez mais forte”, concluiu.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias