Estado deixa Polícia Civil da Bahia sucateada e categoria poderá deflagrar greve

24 Set 2021 - 12:00h

Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Eustácio Lopes, presidente do Sindicato da Polícia Civil do Estado da Bahia, denunciou que o Governo do Estado está sendo omisso diante da desvalorização da categoria, que possui um dos piores salários do país. Segundo Lopes, o Governo sequer recebe o sindicato que representa a categoria para dialogar e ouvir os seus anseios. Para ele, a omissão do Governo do Estado com relação à Polícia Civil é uma questão política e não se trata de falta de orçamento. Diante da situação, Lopes informou que a categoria poderá deflagrar uma greve geral no mês de janeiro de 2022. O sucateamento da polícia, segundo frisou, impacta diretamente nos índices de violência no estado, que é um dos mais violentos do país.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário