Caculé: 'Advogado foi morto com golpes de faca no pescoço, crime premeditado, bárbaro', diz delegado

07 Dez 2021 - 15:00h

O corpo do advogado Cláudio Márcio Amorim Coutinho, de 47 anos, foi localizado na zona rural de Caculé, a 100 km de Brumado, após duas semanas do seu desaparecimento. Um homem já foi preso nesta segunda-feira (06) por ter ajudado o autor do crime na ocultação do cadáver (veja aqui). Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o delegado responsável pelo caso, Alessandro Senna, informou que transferências bancárias realizadas pela vítima na véspera e no dia do seu sumiço levaram a polícia ao principal suspeito de cometer o crime. Câmeras de segurança da cidade também flagraram a movimentação do suspeito ao ocultar o corpo. “Ele colocou o corpo no carro e seguiu para uma localidade conhecida como Mulungú. Com a ajuda de um amigo, ele enterrou o corpo no local depois de pedir pás e enxadas a pessoas da comunidade”, relatou. Segundo o delegado, laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) apontou que o advogado morreu em decorrência de facadas no pescoço. “Isso aconteceu dentro da casa do acusado de cometer o crime, na terça-feira, 23 de novembro, dia do desaparecimento da vítima. Foi um crime premeditado, bárbaro, cruel”, salientou.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias