Brumado: Famílias iniciam translado de restos mortais de entes queridos do Cemitério Senhor no Bonfim

09 Dez 2021 - 00:00h

Na manhã desta quarta-feira (08), o site Achei Sudoeste registrou que algumas famílias tomaram a decisão de realizar o translado dos restos mortais dos entes queridos do Cemitério Senhor do Bonfim para o Cemitério Jardim Santa Inês. Segundo a empresa que faz a manutenção dos cemitérios, cerca de 10 famílias já fizeram o procedimento após terem cumprido os protocolos estabelecidos pela prefeitura. Nossa reportagem tentou ouvir um dos familiares que realizava o translado, porém o mesmo declarou que preferia não se pronunciar. A nossa reportagem apurou ainda que, no intuito de dar exemplo aos demais munícipes, a família do prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (Sem Partido) já fez a transferência dos restos mortais dos pais do gestor do local. Em recente entrevista ao Jornal da Alternativa, o prefeito declarou que tem o projeto de esvaziar o Senhor do Bonfim para que, futuramente, o lugar seja aproveitado para construção de uma praça ecumênica. Por telefone, falamos com o secretário municipal de administração buscando mais informações acerca do assunto, mas o mesmo solicitou uma pauta, o que foi prontamente atendido. No entanto, até o encerramento desta matéria, o secretário ainda não havia respondido as questões.

Comentários

Robinson

"A ideia de extinguir o cemitério para alusão a uma praça não foi bem vinda pela população brumadense, isso por se já bastaria para o executivo tirar de pauta seu projeto. Ainda mais que uma praça é uma obra de valor secundário aos almejos da população brumadense, que já dispõe varias outra praças na redondeza do cemitério. Lembro a importância histórica ao município e a sua população por ter lá sepultado tantas famílias que ajudaram na formação deste grandioso Brumado, não é cabível um poder isoladamente tentar esta ação de apagar uma memoria de tanta valia e estima dos brumadenses. Para uma boa democracia e a liberdade tanto cobrada a nível nacional respeitar a vontade de seu povo, desistindo deste ato. Se para tanto insistir faça um plebiscito aos brumadenses, nós precisamos ter uma história com valores familiares. Esta ação tem minha total discordância."

Edite Maria Viana Souza Guimarães

"Não foi questão de exemplo do prefeito o translado de um seminário para o outro. Foi questão de condições financeiras que nem todas as famílias têm pra esse procedimento. Teria é que garantir gavetas no novo seminário para que as famílias lá depositarem os restos mortais de seus entes queridos!"



Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias