Coordenadora é indiciada por submeter aluna a injúria em escola particular de Brumado

10 Jun 2022 - 08:00h

Nesta quinta-feira (09), a Polícia Civil da Bahia concluiu a investigação policial que apurou as circunstâncias em que ocorreram o constrangimento a uma menor no Centro Educacional Monteiro Lobato (CEML). A informação foi informada ao site Achei Sudoeste pela 20ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin). A mãe da aluna registrou um boletim de ocorrência contra a coordenadora pedagógica da unidade após a mesma ter acusado a sua filha de furto (veja aqui). Segundo o delegado responsável pelo caso, a investigação concluiu que a menor foi indevidamente injuriada e constrangida pela coordenadora da escola, dentro da sala de aula. Isso porque a coordenadora revistou os pertences da aluna e também a própria no intuito de localizar um grafite que, possivelmente, teria sido furtada. A Polícia Civil chegou à conclusão que a coordenadora faltou com suas funções pedagógicas e ainda submeteu a menor a injúria e constrangimento, motivos pelos quais foi indiciada.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias