Brumado: GEOP faz vistoria e encontra broca para fuga e máquina de tatuar na cadeia

02 Set 2014 - 09:30h

Uma guarnição do Grupamento Especial de Operações Prisionais (GEOP) esteve em Brumado na manhã desta terça-feira (02) realizando uma grande inspeção na cadeia local. O grupo chegou ao município nas primeiras horas da manhã e com o apoio da 34ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) e de investigadores da 20ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin) entrou na custódia. No local, todas as celas foram vistoriadas. Foram recolhidos 23 celulares com carregadores, uma sucho, uma furadeira artesanal, uma máquina artesanal de tatuagem e outros objetos. Em coletiva à imprensa, o delegado Marco Torres, coordenador interino da 20ª Coorpin, declarou que, mesmo com o sistema de monitoramento no prédio e com o serviço preventivo realizado pelos agentes da polícia civil, os comparsas dos presos estão sempre buscando mecanismos para burlar a vigilância. 

Outro agravante apontado pelo delegado é que por não haver um policiamento feminino para vistoriar as visitas, possivelmente mulheres poderiam estar levando os celulares aos detentos. O coordenador da GEOP, Alexandro Oliveira Silva, esclareceu que a operação chegou à delegacia brumadense em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública e a Secretaria de Administração Prisional. Segundo Silva, através do serviço de inteligência foi avaliado que algumas delegacias e carceragens necessitam de mais efetivo em todas as unidades prisionais do estado, tendo por objetivo retirar o máximo de celulares e drogas de dentro das unidades. Na avaliação do coordenador da GEOP, que também é diretor do presídio Nilton Gonçalves em Vitória da Conquista, a carceragem em Brumado pode ser considerada tranquila, embora esteja acima da sua capacidade carcerária. Atualmente, 29 presos ocupam as celas, quando a capacidade do local é para 16 custodiados.


Fotos: Lay Amorim/Brumado Notícias

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias