Operação Pipa não dá conta e crise hídrica no meio rural de Brumado castiga mais de 300 comunidades

22 Jul 2021 - 00:00h

Embora a Operação Pipa esteja funcionando de acordo com o cronograma do Exército Brasileiro, a crise hídrica se instalou no meio rural de Brumado. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Márdio Davi Alves, diretor de agricultura e recursos hídricos, explicou que a operação não tem dado conta de atender, de modo satisfatório, todas as comunidades rurais atingidas pela seca. “A quantidade de água não é satisfatória para o momento atual de seca”, pontuou. Segundo o diretor, na seca, o consumo de água aumenta em todos os sentidos e o líquido oferecido pelo Exército através da operação acaba sendo utilizado pelos beneficiários para outras finalidades, além de para matar a sede e cozinhar. Diante disso, Davi destacou que a água fica realmente escassa. “A seca está muito drástica em nosso município”, reiterou. Hoje, mais de 300 comunidades são afetadas pela estiagem prolongada.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias