Brumado: Displicência comunitária na pandemia colaborou para surto de arboviroses, aponta Vigep

16 Mai 2022 - 07:00h

Coordenador de endemias na Vigilância Epidemiológica Municipal (Vigep), Fábio Azevedo disse que a pandemia contribuiu para o atual surto de arboviroses registrado em Brumado. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, ele explicou que as pessoas tinham medo de receber os agentes de endemias em suas residências e isso afrouxou os cuidados necessários para prevenir o aparecimento de focos do mosquito aedes aegypt. Hoje, a cidade possui 1693 casos confirmados de chikungunya - no ano passado, foram apenas 3 casos da doença -, e 247 de dengue. A situação é tão delicada que Brumado é o quinto município do país com mais casos de chikungunya. “Tudo isso em decorrência do aumento do mosquito. O mosquito ficou esquecido por dois anos pelo pavor que o cidadão estava da Covid-19”, afirmou. O coordenador também destacou que a Vigep irá intensificar o trabalho de combate ao aedes aegypt com a aplicação de um novo produto, muito mais eficaz, nas residências.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias