Retrospectiva 2019: Caso das irmãs que desligaram aparelhos que mantinham o irmão vivo marca outubro

31 Dez 2019 - 07:00h

A notícia sobre as irmãs que invadiram o Hospital Regional de Guanambi (HRG) e desligaram os aparelhos que mantinham o irmão vivo deu o que falar no mês de outubro. Almiro Pereira Neves, de 43 anos, foi internado na unidade depois de sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O acidente entre um ônibus que transportava estudantes de Caetité para Guanambi também repercutiu em toda região. O radialista Pedro Silva, da Rádio Educadora. que foi até o local checar informações acerca do ocorrido, encontrou o corpo do filho Klausten Lima Ferreira, de 30 anos, uma das quatro vítimas fatais do acidente. O caso comoveu a comunidade regional. A notícia sobre o acidente em si também entrou para a lista das mais acessadas do mês. Além do motorista do ônibus, três estudantes morreram devido à colisão. A condenação do ex-candidato a deputado estadual e empresário Márcio Moreira da Silva (Patri) à pena final de onze anos, três meses e vinte e cinco dias de reclusão, em regime inicial fechado,  pela prática de corrupção eleitoral e transporte irregular de eleitores no dia das eleições também ganhou grande visibilidade entre os leitores do site Achei Sudoeste. Por último, aparece um acidente envolvendo pai e filha na BR-030, nas proximidades da entrada de acesso a comunidade de Umburanas, em Brumado. O homem morreu e a filha ficou ferida.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias