TCM mantém rejeição das contas de 2018 de Piripá

09 Mar 2020 - 12:00h

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), na quinta-feira (05), acatou parcialmente o pedido de reconsideração formulado pelo prefeito de Piripá, Flávio Oliveira Rocha (PTB), mas manteve o parecer que rejeitou as contas relativas ao exercício de 2018 e a multa de R$ 6 mil. Segundo apurou o site Achei Sudoeste, contudo, por quatro votos a dois, os conselheiros do TCM acrescentaram à decisão a formulação de representação ao Ministério Público Estadual (MPE) contra o gestor, em razão da extrapolação do percentual da dívida consolidada líquida do município. O prefeito, na reconsideração, comprovou que o município, no exercício de 2018, promoveu a exoneração de agentes públicos que haviam sido contratados por tempo determinado, revertendo o motivo de rejeição pelo gasto com pessoal contratado sem concurso público. Também foi alterado de 24 para 40 meses o prazo máximo em que deverá ser devolvida a quantia de R$ 2.332.915,83 à conta específica do Fundeb, face de despesas consideradas incompatíveis com a finalidade do fundo.

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.


Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Achei Sudoeste. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

Deixar comentário

Comentário

mais notícias